PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Corinthians lidera estatísticas de fair-play no Brasileirão; veja números

Gabriel, do Corinthians, é o jogador que mais desarma no Brasileirão 2021  - Gil Gomes/AGIF
Gabriel, do Corinthians, é o jogador que mais desarma no Brasileirão 2021 Imagem: Gil Gomes/AGIF

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

27/07/2021 18h12

Classificação e Jogos

O Corinthians comandado pelo técnico Sylvinho é o líder em estatísticas de 'fair-play' no Campeonato Brasileiro. O Timão é quem menos cometeu faltas e também quem menos recebeu cartões amarelos em toda a competição. Além disso, o Alvinegro ainda não chegou a ter qualquer jogador ou membro da comissão técnica expulso após a disputa das 13 primeiras rodadas da competição nacional.

Mesmo atuando em um esquema com três volantes e que privilegia o sistema defensivo em detrimento do ataque, o Corinthians não costuma cometer tantas faltas. A média da equipe é de 13,2 infrações por jogo no Brasileirão. Na outra ponta da estatística estão o São Paulo e o Internacional, que cometem quase 18 faltas por partida.

Até aqui, dos 11 gols sofridos pelo Alvinegro no campeonato, apenas três foram iniciados em jogadas de bola parada, um deles de escanteio. No mais, viu o Internacional marcar um gol de pênalti em um lance que foi amplamente questionado pelos corintianos e, contra o Atlético-MG, o atacante Hulk conseguiu marcar de falta ao acertar o ângulo do gol defendido por Cássio.

"Nossa equipe marca muito forte, sabe fechar bem as linhas e dificulta pros adversários entrarem. Mas a gente faz isso de forma muito leal, sempre tentando pressionar a bola ao máximo possível, é o pedido da comissão pra gente e temos conseguido fazer isso muito bem", explicou o volante, jogador com melhor média de desarmes do Brasileirão, ao UOL Esporte.

O Corinthians também é o clube que menos recebeu cartões no Brasileirão. São 21 amarelos na conta do Alvinegro, o mesmo número de Flamengo e Atlético-MG. No entanto, tanto mineiros como cariocas já viram jogadores ou membros de suas comissões técnicas — como foi o caso do médico do Rubro-negro, no jogo contra o São Paulo — serem expulsos.

Corinthians