PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Por postura, Corinthians dá 'gelo' em promessas Rodrigo Varanda e GP

Gabriel Pereira e Rodrigo Varanda durante treinamento no Corinthians  - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Gabriel Pereira e Rodrigo Varanda durante treinamento no Corinthians Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

Yago Rudá

Do UOL, em São Paulo

15/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Apontados como promessas do Corinthians para os próximos anos, o atacante Rodrigo Varanda e o meia Gabriel Pereira perderam espaço no elenco e estão ganhando um 'gelo' no CT Joaquim Grava. Além do baixo rendimento nos treinamentos, algumas situações extracampo foram levadas em consideração para que a última aparição da dupla na lista de relacionados para um jogo do Timão tenha sido no dia 26 de maio, contra o River Plate, pela Copa Sul-Americana.

Titular do ataque nos oito primeiros jogos do Corinthians na temporada, o jovem Varanda, de apenas 18 anos, não entra em campo desde 25 de abril, em partida contra o Santos, pelo Paulistão. De lá para cá, foi relacionado apenas para três dos 11 compromissos da equipe e não chegou a entrar em campo.

O entendimento é de que o atleta não vem correspondendo nos treinamentos e está abaixo de seus concorrentes. Recentemente, Varanda se envolveu em alguns episódios fora de campo que não foram muito bem recebidos internamente, como a aparição sem máscara em uma quadra na Zona Leste da cidade de São Paulo durante a fase vermelha do plano de contenção do Governo no combate à pandemia.

O meia Gabriel Pereira vive uma situação similar. O jogador sofreu uma lesão muscular no treinamento da última sexta (11), foi entregue ao departamento médico e não pôde ser relacionado para o Dérbi. Apesar disso, o garoto, de apenas 19 anos, foi titular pela última vez no jogo contra o Novorizontino, no dia 9 de maio, quando a comissão técnica utilizou apenas os reservas.

Na sequência, entrou apenas contra o River Plate, pela Copa Sul-Americana, e não foi mais chamado para os jogos do Corinthians. Embora talentoso, o meia costuma demonstrar insatisfação pela sua situação no elenco principal. Nos treinamentos, o rendimento não convence a comissão técnica de que merece espaço entre os titulares.

Tanto ele como Varanda ainda não jogaram com Sylvinho e podem ser utilizados em alguns jogos das categorias de base, caso o departamento de futebol entenda que seja necessário para o amadurecimento de ambos. A diretoria e a comissão técnica do Corinthians estão cientes que a maior carência do elenco está no sistema ofensivo, que hoje conta com poucas peças, mas mesmo neste cenário, a dupla da base não tem garantido espaço.

Corinthians