PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mattos: "Corinthians evoluiu, mas não tem jogadores"

Do UOL, em São Paulo

13/06/2021 04h00

Classificação e Jogos

Em seu início de trabalho no Corinthians, Sylvinho tem encontrado aos poucos algumas soluções para melhorar o rendimento do time. No clássico contra o Palmeiras, que terminou empatado por 1 a 1 neste sábado (12) no Allianz Parque, o treinador ainda viu sua equipe cometer falhas, mas ao menos teve boa posse de bola.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabela Labate, Rodrigo Mattos, Menon e Rodolfo Rodrigues - os comentaristas consideraram que o Corinthians melhorou em relação aos últimos jogos, mas Sylvinho precisa trabalhar muito para fazer o time do Parque São Jorge exibir um futebol de melhor qualidade.

"O Sylvinho está montando uma coisa quase que do zero. O [Vagner] Mancini [antecessor de Sylvinho] deixou terra arrasada. Quando se fala em evolução, parece que o futebol do Corinthians foi maravilhoso, mas não é isso. É que partiu de um patamar muito baixo. Sem dúvida deu uma evoluída. Você vê o time tocando a bola, propondo o jogo. Agora, não tem jogadores. Os dois de armação eram o Gabriel e o Roni, que não são jogadores de quem esperar muita criatividade", avaliou Mattos.

Para Menon, embora tenha melhorado, o Corinthians ainda está longe de ser considerado uma equipe equilibrada. "É um time fraco tecnicamente tentando evoluir, trocando passes e apostando sempre no Mosquito pela direita, mas tem muitas dificuldades. O Luan voltou bastante para tentar armar as jogadas e ninguém entrava no espaço deixado por ele. O Gabriel fez o gol, mas não tem muito esse estilo de jogo. O Corinthians está evoluindo, tentando encontrar uma melhor maneira de jogo, tratando bem a bola", comentou.

Rodolfo acha que faltou maior força ofensiva e objetividade ao Corinthians no Allianz Parque. "O futebol do Corinthians foi até surpreendente. Teve uma saída boa de bola e conseguiu, em alguns momentos, ter um controle maior da posse de bola. Mas falta ao Corinthians uma qualidade melhor no ataque para ter uma finalização melhor. O Corinthians evoluiu e equilibrou o jogo contra o Palmeiras. Pelo resultado do jogo, foi uma evolução do Corinthians", disse o colunista.

Mattos destacou algumas opções de Sylvinho que funcionaram bem no clássico. "Faltam jogadores em determinadas posições, mas o Sylvinho teve algumas soluções. Botou o Cantillo para jogar de primeiro volante e melhorar a saída de bola e o Luan de falso nove. O Mosquito, que foi o melhor jogador do Corinthians, jogou em cima do Victor Luís e levou vantagem em várias jogadas. O gol de empate saiu por ali", concluiu.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol