PUBLICIDADE
Topo

Eurocopa - 2021

Eurocopa: Eriksen recebe massagem cardíaca após desmaio em campo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

12/06/2021 13h52Atualizada em 12/06/2021 16h35

Classificação e Jogos

O meio-campista Christian Eriksen, camisa 10 da Dinamarca, sofreu um desmaio durante a partida contra a Finlândia neste sábado, na primeira rodada da Eurocopa. O jogador foi atendido no gramado e recebeu massagem cardíaca dos médicos após desmaiar. Ele foi transferido para um hospital e, segundo a Federação Dinamarquesa, está acordado em estado estável, realizando exames.

Em entrevista a uma rádio holandesa, Martin Schoots, empresário de Eriksen, disse que o atleta está acompanhado do pai e da namorada no hospital. O meia, segundo o empresário, está respirando e falando.

A partida, realizada no Parken Stadium, em Copenhague, estava empatada em 0 a 0 e foi suspensa temporariamente pela Uefa. O jogo foi retomado quase duas horas depois. Segundo a Uefa, os jogadores das duas seleções pediram para que a partida fosse concluída hoje. Boa parte da torcida permaneceu no estádio, cantando o nome de Eriksen. A Finlândia ganhou a partida por 1 a 0.

O que aconteceu

O incidente com Eriksen aconteceu aos 43 minutos do primeiro tempo. Após uma cobrança de lateral, ao dominar a bola, o meia caiu sozinho no gramado. No mesmo instante a equipe médica já foi acionada.

Ele ficou mais de 15 minutos sendo atendido no gramado, com a ajuda até de um desfibrilador. Eriksen deixou o campo de ambulância, respirando com a ajuda de um balão de oxigênio. Sabrina Jensen, namorada do jogador, entrou em campo e foi consolada pelo goleiro dinamarquês Schmeichel.

Com 29 anos, Eriksen é um dos principais jogadores da seleção dinamarquesa. Ele defende as cores do país desde 2010. Na atual temporada o meio-campista conquistou o título do Campeonato Italiano pela Inter de Milão.

Morte na Copa das Confederações

O incidente com Eriksen é o mais dramático no mundo do futebol em competições de seleções desde a morte em campo do camaronês Marc-Vivien Foe na Copa das Confederações de 2003. O jogador sofreu um ataque cardíaco e morreu durante o jogo da seleção com a Colômbia pelas semifinais da competição.

No Brasil, o maior drama aconteceu com a morte do zagueiro Serginho, do São Caetano, em uma partida contra o São Paulo pelo Campeonato Brasileiro de 2004.