PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

Mauro: Crespo deve começar trabalho no SPFC definindo quem fica e quem sai

Do UOL, em São Paulo

25/02/2021 04h00

Hernán Crespo já se inteira sobre o São Paulo desde que foi anunciado, há duas semanas, mas suas primeiras decisões ainda aguardam o início da temporada de 2021. Na opinião do comentarista Mauro Cezar Pereira, a prioridade é definir de cara qual é o elenco que o argentino quer manter no clube e quem deve ir embora.

"Ele precisa definir quem fica e quem sai, com quem ele quer trabalhar, com quem quer contar. Com base em questões técnicas, características, envolvimento, dedicação, perfil... Já dá para ter uma noção ao conversar com as pessoas do clube, o Muricy Ramalho, para saber quem é quem e fazer a sua filtragem. Aí decidir com quais jogadores ele quer continuar e aqueles que podem ser moedas de troca", avalia o blogueiro do UOL Esporte, que a partir daí vê como natural o segundo passo do início de trabalho: as preferências para a prática, no campo.

"Aí é começar a definir uma forma de jogar, uma identidade de jogo e esclarecer qual é a proposta. Dá para perceber que há resquícios do time de Fernando Diniz no atual time do São Paulo, mas os problemas também existem: as dificuldades de saída de bola e a tentativa de executar um tipo de jogo que o São Paulo conseguiu no melhor momento de sua temporada mas depois perdeu a conexão com a proposta. O que Crespo quer fazer com o São Paulo? Como ele vê este grupo de jogadores? Dá para jogar como Diniz, aproveitar o que ele deixou? Todas essas respostas o treinador terá que encontrar quando for trabalhar com os jogadores, já tendo uma ideia na cabeça", entende Mauro Cezar.

Neste cenário, o jogo de hoje (25) contra o Flamengo é uma importante prova para decidir quem sai e quem continua no clube. "Nem todos vão ficar, certamente, mas esta filtragem tem que ser precisa porque o São Paulo não terá dinheiro para sair comprando por aí", alerta Mauro.

O duelo no Morumbi ajuda a definir não apenas o campeão brasileiro, mas também o dono da última vaga na fase de grupos da Copa Libertadores —que o São Paulo tenta confirmar.