PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Brasileirão: tudo o que você precisa saber sobre a última rodada

Rodrigo Dourado, volante do Inter, disputa bola no alto com Filipe Luís e Gustavo Henrique, ambos do Flamengo - Thiago Ribeiro/AGIF
Rodrigo Dourado, volante do Inter, disputa bola no alto com Filipe Luís e Gustavo Henrique, ambos do Flamengo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo

25/02/2021 04h00

A 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro já é histórica pela disputa do título, afinal, há nove anos o campeão não era definido na rodada derradeira. Mas ainda há outros objetivos em jogo mais abaixo na classificação. Resta definir uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores, um rebaixamento e uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil.

A artilharia também está aberta, assim como a premiação da grande maioria dos clubes, paga com base na classificação final. Todos os jogos começam às 21h30 (de Brasília) desta quinta-feira (25).

Título: Flamengo ou Inter

A equipe comandada por Rogério Ceni fica com o título em caso de vitória simples sobre o São Paulo, no estádio do Morumbi. Em caso de empate contra o Tricolor paulista, os rubro-negros torcem para empate ou derrota do Internacional contra o Corinthians.

O Colorado ocupa a segunda colocação com 69 pontos, dois atrás do líder Flamengo, com 71. Para terminar o Brasileirão na primeira posição e ficar com o título, o time de Abel Braga precisa bater o Corinthians no Beira-Rio, além de torcer pelo tropeço dos cariocas.

Se o Fla só empatar e o Inter ganhar, ambos chegariam aos mesmos 72 pontos. Desta forma, as duas equipes terminariam a competição com 21 vitórias, que é o primeiro critério de desempate, o que levaria a definição para o saldo de gols, no qual o time gaúcho tem vantagem por cinco: 26 contra 21.

Vaga direta na Libertadores: São Paulo ou Flu

O cenário é parecido com o da disputa de título. O São Paulo depende apenas de si para confirmar sua vaga no G4: basta vencer o Flamengo. Se tropeçar, só perde a vaga direta se o Fluminense vencer o Fortaleza no Maracanã.

Vaga na 3ª fase da Copa do Brasil: Athletico, Corinthians ou Bragantino

A única disputa direta que envolve mais de dois times. Doze clubes terão o privilégio de estrear na Copa do Brasil 2021 já na terceira fase —não mais nas oitavas, como foi no ano passado. Oito deles estarão na Copa Libertadores; outros três são os campeões da Copa Verde, da Copa do Nordeste e da Série B; e a última vaga é do nono colocado do Brasileirão.

O Athletico-PR (50 pontos) depende apenas de si: basta vencer o Sport, em Curitiba, para confirmar a nona colocação. Se tropeçar, abre caminho para o Corinthians (50 pontos), que precisa de vitória simples sobre o Internacional. Se Athletico e Corinthians tropeçarem, aí a chance é do Red Bull Bragantino (também 50 pontos). O 12º colocado Ceará (49 pontos) briga só por uma melhor colocação, afinal foi o campeão da Copa do Nordeste.

Último time rebaixado: Vasco ou Fortaleza

O Vasco está praticamente rebaixado à Série B, mas ainda pode se salvar com uma combinação de resultados —ou quase um milagre, melhor dizendo. Precisa vencer o já rebaixado Goiás, torcer por derrota do Fortaleza para o Fluminense e ainda tirar uma diferença de 12 gols de saldo.

Artilharia: Luciano, Thiago Galhardo, Marinho e Claudinho

Os quatro têm 17 gols cada e dividem a liderança da artilharia do Brasileirão. Entre os citados, só Marinho (Santos) está fora da briga pela ponta isolada. O atacante testou positivo para covid-19 e não enfrenta o Bahia, em Salvador. Além dos quatro, Gabriel Barbosa, com 14 gols, também pode até entrar na disputa caso tenha uma noite inspirada no duelo entre São Paulo x Flamengo.

Premiação: ganhar uma posição pode valer R$ 3 milhões

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) premia os primeiros 16 colocados do Brasileirão —todos que não forem rebaixados. O 16º colocado recebe R$ 11 milhões; e o prêmio cresce R$ 900 mil a cada posição acima, até o 11º lugar (que tem direito a R$ 15,5 milhões).

No meio da classificação, porém, os valores pagos dão um salto bem relevante: o décimo colocado recebe R$ 18,5 mi, portanto R$ 3 mi a mais de quem vem logo abaixo. Desta forma, terminar o Brasileirão na primeira metade da tabela de classificação faz grande diferença. Já o campeão vai faturar R$ 33 milhões.

Futebol