PUBLICIDADE
Topo

Arsenal

Arsenal tem 'reestreia' de dinossauro mascote após demissão e polêmica

Gunnersaurus, mascote do Arsenal - Reprodução/Twitter/Gunnersaurus
Gunnersaurus, mascote do Arsenal Imagem: Reprodução/Twitter/Gunnersaurus

Colaboração para o UOL, em São Paulo

03/12/2020 18h24

A vitória por 4 a 1 do Arsenal contra o Rapid Wien na tarde de hoje, pela Liga Europa, contou com a volta de um velho conhecido do time inglês: Gunnersaurus, o dinossauro mascote do clube.

O Arsenal havia anunciado o retorno do personagem no início de novembro, mas só nesta quinta-feira aconteceu a "reestreia". O jogo desta tarde contou ainda com a presença de torcedores no Emirates Stadium.

A volta do Gunnersaurus acontece quase dois meses após o clube decidir suspender a presença do mascote nas partidas e demitir o funcionário Jerry Quy, responsável por interpretar o dinossauro há 27 anos. O desligamento seria em função da pandemia do coronavírus.

A demissão causou revolta dos torcedores, que agitaram a web em protesto. O atacante Ozil, inclusive, se manifestou e prometeu pagar o salário do funcionário para que Gunnersaurus fosse mantido no clube.

Arsenal