PUBLICIDADE
Topo

Botafogo

Botafogo faz avaliações e adota cautela em reta final na busca por reforços

Emiliano Díaz, auxiliar do Botafogo, conversa com Tulio Lustosa, gerente de futebol - Vitor Silva/Botafogo
Emiliano Díaz, auxiliar do Botafogo, conversa com Tulio Lustosa, gerente de futebol Imagem: Vitor Silva/Botafogo

Alexandre Araújo e Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

20/11/2020 04h00

A diretoria do Botafogo tem planos para o acerto de mais um reforço para fechar o elenco, mas a missão ganhou obstáculos que podem mudar o rumo do clube no mercado da bola.

Com a chegada do técnico argentino Ramón Díaz, a posição de volante foi considerada como mais carente e apontada como foco, uma vez que o Alvinegro tem apenas mais uma troca para fazer na lista de inscritos no Campeonato Brasileiro.

Havia conversas avançadas com o volante Jonas, ex-Flamengo e que estava no Al Ittihad, da Arábia Saudita. Porém, uma questão fez o Botafogo recuar. Como o jogador rescindiu o contrato de forma unilateral com o clube árabe — devido a atrasos nos pagamentos —, há a possibilidade de um imbróglio envolvendo, inclusive, a Fifa. Diante desse cenário, as conversas ainda não foram à frente como imaginado.

A informação sobre o atual status da negociação foi publicada, primeiramente, pelo "Canal do TF" e confirmada pelo UOL Esporte.

Agora, a cúpula analisa diversos pontos para correr contra o tempo e tentar viabilizar uma contratação até o fim do dia, prazo estipulado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para as inscrições. Há a possibilidade, inclusive, de que esse nome não chegue a General Severiano.

Um atacante que atue pelos lados também já esteve em pauta outrora, e houve tratativas com Ronald, do Botafogo-SP, mas, posteriormente, a situação mudou. Em um momento inicial, tal posição era vista como essencial pelo esquema tático que a equipe vinha utilizando, mas que pode ser alterado a partir de agora, com a nova comissão.

Paralelamente a isso, Emiliano Díaz, filho de auxiliar de Ramón Díaz, faz elogios ao elenco e demonstrou acreditar que, com a matéria-prima que tem à disposição, o Glorioso pode, sim, se recuperar no Campeonato Brasileiro.

"Ramón nos pede e estamos trabalhando para ter uma ideia clara de jogo. Estamos muito confiantes, porque o grupo nos transmite a tranquilidade e a vontade de reverter a situação. Chegamos há uma semana, há muitos jogos ainda, então temos que manter a tranquilidade e ficar unidos. Não tenho dúvida que esse grupo vai levar o Botafogo adiante", disse à Botafogo TV.

Emiliano vem comando o grupo enquanto Ramón se recupera de um procedimento cirúrgico ao qual foi submetido recentemente.

Botafogo