PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Ramon explica mudanças no Vasco e elogia elenco: 'Entregando a alma'

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

20/08/2020 23h23

Após a vitória sobre o Ceará, que colocou o Vasco na liderança do Campeonato Brasileiro, o técnico Ramon Menezes fez elogios ao que o elenco tem demonstrado em campo. Segundo o treinador cruz-maltino, a equipe está crescendo por estar "entregando a alma" a cada jogo.

Até aqui, o time de São Januário tem 100% de aproveitamento na competição, tendo conquistado vitórias sobre Sport, São Paulo e Ceará. Vale lembrar que o Vasco ocupa a ponta da tabela com um jogo a menos, uma vez que o duelo com o Palmeiras, pela primeira rodada, foi adiado devido às finais do Campeonato Paulista.

"O que que eu passo aos atletas é o que eu penso, com tranquilidade, com calma. A cada dia, a cada momento, precisamos estar em movimento, crescendo. Estou tendo essa grande oportunidade aqui no Vasco, clube pelo qual tenho grande carinho. É uma responsabilidade grande. Meu trabalho é tentar mostrar o caminho, mas a execução, a transpiração que eles estão colocando em campo é uma coisa fantástica. Acho que toda a torcida vascaína está muito orgulhosa deste grupo. Eles estão entregando a alma. É um time que tem espírito e muita atitude. Isso é muito legal quando acontece", disse.

Ramon explicou também o motivo das mudanças no time titular. Para o duelo com o Ceará, ele optou por Cláudio Winck na lateral direita e colocou o lateral-esquerdo Neto Borges, recém-chegado à Colina, improvisado no meio de campo.

"Estudamos muito o Ceará. É um time muito rápido jogando em casa e iria imprimir velocidade grande com Mateus e Lima pelo outro lado. O Samuel viria por dentro ou por fora, fazendo dois contra um no Henrique. Como o Neto entrou bem no jogo contra o São Paulo, quis fazer uma dobra ali, na hora de jogar e de marcar. Sabíamos que Neto teria dificuldade, principalmente na parte física, mas ele iria até aguentar", indicou.

"No segundo tempo, optamos pela saída do Neto, já sabendo da condição física. Bruno entrou muito bem lá, e o Andrey já tinha amarelo. A intenção era deixá-lo bem. Com o Andrey naquele posicionamento, pela esquerda, abrimos o Talles. E o Talles está bem melhor, crescendo de produção. É fazer o que eles tão fazendo, tendo paciência e maturidade no momento certo. Erramos em determinado momentos, mas não deixamos de tentar. E foi isso. Time está organizado, bem agrupado. Fizemos o que vínhamos trabalhando desde o começo", completou.

Vasco