PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arthur Cabral é alvo do Leeds; Palmeiras e Ceará podem 'disputar' R$ 29 mi

Arthur Cabral destacou-se no Basel e está na mira do Leeds United - Divulgação
Arthur Cabral destacou-se no Basel e está na mira do Leeds United Imagem: Divulgação

Danilo Lavieri e Thiago Ferri

Do UOL, em São Paulo

15/08/2020 18h35

Arthur Cabral está na lista de reforços de Marcelo Bielsa no Leeds United (ING), que subiu para a primeira divisão do Campeonato Inglês. O clube já se mostrou disposto a oferecer 18 milhões de euros (R$ 115 milhões) ao Basel (SUI), atual equipe do centroavante. Palmeiras e Ceará, porém, ainda podem lucrar, também.

Aos 22 anos de idade, o atacante brilhou nesta temporada pela equipe suíça: são 18 gols em 39 partidas. O rendimento fez com que ele fosse adquirido em junho pelo Basel. O clube pagou 4,4 milhões de euros (R$ 26,7 milhões), valor dividido por igual entre Palmeiras e Ceará (R$ 13,3 milhões para cada um).

A oferta do Leeds é pagar 15 milhões de euros inicialmente, com mais 3 milhões em metas a serem atingidas. A multa rescisória é de 20 milhões de euros (R$ 128,4 milhões), e os clubes ainda discutem para que o valor se aproxime da cláusula. As conversas estão sendo comandadas por Paulo Pitombeira, agente de Arthur Cabral. O atacante mostrou interesse de ir à Premier League.

A negociação tem avaliações divergentes entre Palmeiras e Ceará. Ao vender Arthur para o Basel, o Verdão acordou ter direito a 30% de mais-valia, valor equivalente a diferença entre uma futura venda e 2,5 milhões de euros. No caso da oferta do Leeds, portanto, são 30% de 15,5 milhões de euros (R$ 99,5 milhões), ou 4,65 milhões de euros (R$ 29,8 milhões).

O Palmeiras entende que ficaria com este valor todo, enquanto o Ceará alega que é preciso haver a divisão por igual. O interesse do Leeds foi inicialmente publicado pelo "Globo Esporte".

Errata: o texto foi atualizado
Inicialmente, havia sido publicado que o valor que Palmeiras e Ceará divergem era equivalente a 30% dos direitos econômicos de Arthur, ou R$ 34,5 milhões nesta proposta. O erro foi corrigido.

Futebol