PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Rádio demite comentarista que fez ofensa racista contra Marinho, do Santos

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

03/08/2020 19h17

O comentarista Fábio Benedetti, conhecido como Chef Benedetti, foi demitido da rádio "Energia 97FM", informou hoje o apresentador do programa "Estádio 97", Hilton Malta, o "Sombra". Na última quinta-feira (30) durante uma transmissão ao vivo, Benedetti proferiu uma ofensa racista contra o atacante Marinho, do Santos, ao associá-lo à palavra "senzala".

Sombra, que também é coordenador artístico da rádio, leu uma nota da emissora durante a edição de hoje (3) do programa esportivo. Na última sexta-feira (31), o comentarista já havia sido afastado da rádio.

"Tenho um recado muito importante, peço seriedade. Como a gente disse na última sexta-feira, quando a gente anunciou o afastamento do Chef Benedetti, a gente ficou de trazer os próximos passos que seriam tomados. Hoje, oficialmente, comunicamos que o Chef Benedetti não faz mais parte do time da Energia 97FM. Com essa medida, a gente reitera o compromisso com a retidão e lisura que sempre foram e sempre serão características aqui da empresa. Assim, encerra-se o assunto na Energia 97, e a gente prossegue o jogo. Ponto final", disse Sombra.

Durante o programa, Sombra não deixou claro que o desligamento havia partido da rádio. Mas depois o apresentador entrou em contato com a reportagem para esclarecer que a demissão partiu da empresa.

No intervalo da partida da última quinta-feira (30), após o atacante Marinho, que é negro, ser expulso, Benedetti foi questionado sobre o que diria ao santista em um suposto grupo de WhatsApp do qual os dois fariam parte.

Benedetti afirmou: "Eu vou falar assim: 'Você é burro, você está na senzala, você vai sair do grupo uma semana para pensar sobre o que você fez'".

O comentário causou indignação em parte da audiência. A rádio Energia 97 transmitia a partida também no YouTube, de onde um trecho foi retirado e replicado nas demais redes sociais. Ainda durante a transmissão, o comentarista pediu desculpas pela sua declaração.

Questionado no Twitter sobre sua postura, Benedetti também pediu desculpas. "Fui muito mal... Errei feio, usei uma palavra que nunca deveria, mesmo que sem intenção", escreveu a uma pessoa que o interpelou. "Na mesma hora, percebi que falei uma grande M, pedi desculpas, mas sei que foi ridículo."

Mais tarde, em nota oficial, o comentarista afirmou que pediu desculpas a Marinho e que vai promover debates sobre racismo em suas redes sociais.

"Quero reforçar que sou e sempre fui totalmente contrário a qualquer tipo de discriminação, seja ela racial, de gênero, xenofóbica entre outras e lamento muito pelo ocorrido. Em momento algum, tive a intenção de ofender ninguém. Por isso, quero aproveitar essa infeliz situação que provoquei como oportunidade de aprendizado", afirmou Benedetti.

O atacante do Santos afirmou que desculpou o comentarista, mas, em um vídeo publicado em seu Instagram, Marinho apareceu chorando, indignado com a situação. Sobre os racistas, o jogador disse que "a Justiça não pune esses caras preconceituosos, vermes".

Futebol