PUBLICIDADE
Topo

Flamengo vira refém do sucesso e encara críticas após vitória sem brilho

Técnico Jorge Jesus comanda Flamengo em jogo contra o Fluminense. Atuação do time foi questionada - Alexandre Vidal/Flamengo
Técnico Jorge Jesus comanda Flamengo em jogo contra o Fluminense. Atuação do time foi questionada Imagem: Alexandre Vidal/Flamengo

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/07/2020 04h00

Classificação e Jogos

O Flamengo venceu o rival Fluminense por 2 a 1, ficou a um empate do bicampeonato do Carioca e colocou uma mão no troféu. Apesar da situação confortável, o time encara críticas que geraram discussão, mesmo após o triunfo contra um dos maiores adversários.

É consenso na Gávea que as duas últimas atuações foram muito abaixo do esperado, mas jogadores, comissão técnica e direção ressaltam que o resultado veio mesmo depois de uma atuação ruim e com o Tricolor jogando dentro de seus limites. O cenário, no entanto, é quase que uma novidade para o grupo.

A queda de rendimento rendeu debate e também é senso comum no clube que a desconfiança se deve ao próprio desempenho recente do time, que vem esmagando gigantes desde o Brasileiro e a Libertadores de 2019. No início de 2020, a equipe voltou a se impor e fez valer o abismo técnico que há. Nos dois jogos contra os tricolores, no entanto, o sinal amarelo foi ligado.

"Importante foi que vencemos. Na disputa pelo troféu em dois jogos, estamos em vantagem. Esse jogo foi mais bem disputado e dividido", disse o técnico Jorge Jesus.

Em meio ao episódio que envolve sua possível ida para o Benfica, Jesus surpreendeu e barrou nomes como Gerson e Everton Ribeiro, jogadores considerados titulares. Mais apático que o normal, o português dirigiu o time à beira do campo e sua postura chamou atenção.

Mesmo ante essa indefinição, o Mister segue em silêncio sobre o caso e, ao contrário do que falou após a perda da Taça Rio, o comandante elogiou a performance tricolor:

"Durante o jogo, o Flamengo sempre foi mais equipe, mas hoje, ao contrário do que disse na última semana, o Fluminense hoje quis jogar para ganhar".

No primeiro jogo da decisão, o time criou pouco, mas foi cirúrgico ao marcar nas possibilidades mais claras que teve. Amanhã (15), a equipe volta a campo de olho no bi do Carioca e de uma atuação que volte a encantar o seu torcedor.

Flamengo