PUBLICIDADE
Topo

Flu debocha de Fla, cita CPI das Fake News e diz se manter dentro da lei

Presidente do Fluminense, Mario Bittencourt é o principal opositor da Ferj em 2020 - Lucas Merçon/Fluminense FC
Presidente do Fluminense, Mario Bittencourt é o principal opositor da Ferj em 2020 Imagem: Lucas Merçon/Fluminense FC

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

08/07/2020 18h02

Classificação e Jogos

Em nota oficial, o Fluminense ironizou o rival Flamengo após decisão do TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro) em conceder uma liminar pela transmissão compartilhada da final da Taça Rio.

O Tricolor citou a CPI das Fake News, que tramita na Câmara dos Deputados, em Brasília, para debochar do Rubro-Negro, que afirmou, em uma nota, que o clube "se mostra preocupado" com um suposto imbróglio jurídico entre o Flu e a Rede Globo na transmissão do Campeonato Carioca. O Fluminense chamou a ideia de "mentirosa".

"O Fluminense Football Club, sensibilizado com a incomparável sensibilidade e empatia do Flamengo, esclarece que não tem qualquer problema com o Grupo Globo e que todos os brasileiros poderão assistir a partida através da FluTV. A ideia de que há qualquer imbróglio entre o Fluminense e o Grupo Globo é mentirosa e deveria compor o rol de investigações da CPI das Fake News", afirma o clube.


O Flu também questionou a legalidade da decisão do TJD-RJ, que vai contra a Medida Provisória 984, popularmente chamada de "MP do Flamengo". O clube das Laranjeiras afirmou que seguirá a lei e espera que seu rival faça o mesmo.

"Logo em seguida o Tribunal da Ferj, de forma ilegal, deu a liminar para que o Flamengo descumpra a lei. Agradecemos ao Flamengo, mas nos manteremos dentro da lei. A transmissão cabe ao Fluminense, que a fará e ficamos no aguardo pra ver se o Flamengo cumprirá o que defendeu", finalizou.

Após esse imbróglio, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no entanto, derrubou a liminar e impediu a transmissão por parte do canal rubro-negro.

Diretor de direitos esportivos da Rede Globo, Fernando Manuel Pinto falou com o UOL Esporte e reiterou a consulta do Fluminense e a liberação oficial da empresa para a transmissão do Tricolor na FluTV.

"Conforme comunicado oficialmente pela empresa desde a semana passada, Globo entende que não possui mais direitos do Carioca, pelo que clubes ficaram absolutamente livres para dispor dos jogos e transmissões. Por sinal, Fluminense nos consultou no início da semana para ratificar esse entendimento e confirmamos. Caminho livre para clube explorar direitos e transmitir o clássico", afirmou Fernando Manuel Pinto, diretor de Direitos Esportivos da Globo.

Fluminense