PUBLICIDADE
Topo

Mauro: "Se tem condições de montar uma bolha segura e treinar, que treinem"

Do UOL, em São Paulo

25/06/2020 04h00

Avessos ao retorno do futebol, enquanto o Flamengo já havia antecipado seus treinos, Botafogo e Fluminense mudaram de posição em relação aos treinamentos, assim como os clubes de São Paulo, que já retomaram algumas atividades seguindo protocolos de segurança — no entanto, ainda não há previsão de retorno do Paulistão.

No podcast Posse de Bola #38, o jornalista Mauro Cezar Pereira afirma que deve se permitir que os clubes treinem no caso de eles conseguirem criar uma situação segura para os jogadores e funcionários que evite a propagação do novo coronavírus no ambiente do futebol.

"Acho importante pontuar o seguinte, no começo, que nem aqui em São Paulo, 'não vamos jogar porque é a saúde em primeiro lugar'. Depois, a coisa muda. 'Aqui eles querem treinar'. Eu venho cantando essa pedra há um tempão, na hora em que bater três meses e a corda apertar o pescoço, todo mundo vai querer treinar, porque não vai aguentar mais, não tem como", afirma Mauro Cezar (disponível no vídeo acima a partir de 34:25).

Para o jornalista, a possibilidade segura de treinos seria benéfica aos jogadores em relação a lesões devido ao longo período de inatividade, superior até ao que os jogadores ficam sem treinar em campo durante as férias.

"Temos visto, por exemplo, no Campeonato Inglês a quantidade de lesões, de todo tipo, muscular torção, porque os caras estão parados, sem jogar futebol há mais de três meses e desse período, pelo menos dois meses e meio correndo no jardim, jogando bola com o filho, pedalando na bicicleta ergométrica. Isso aí não é para jogador de futebol profissional", diz Mauro Cezar.

"É difícil retomar o ritmo de jogo e a condição física. Então, acho até compreensível que se você tem condições de montar ali uma bolha segura e colocar os caras treinando, que eles treinem, isso me parece até possível. O Flamengo tem feito vários testes e tem dado ali zero infectado. Então, me parece que agora eles acertaram mais ali a mão, é o que parece pelo menos", completa o jornalista.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol