PUBLICIDADE
Topo

'Taticamente, treinadores estrangeiros são mais evoluídos', diz G. Henrique

Gustavo Henrique abre o placar para o Flamengo contra o Barcelona-EQU pela Libertadores - Thiago Ribeiro/AGIF
Gustavo Henrique abre o placar para o Flamengo contra o Barcelona-EQU pela Libertadores Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/06/2020 19h48

O zagueiro Gustavo Henrique, do Flamengo, declarou que os treinadores estrangeiros com que trabalhou na carreira - Jorge Jesus e Sampaoli - são 'muito mais evoluídos' taticamente em relação aos seus técnicos brasileiros.

"Senti muita diferença entre o Sampaoli e o Jesus e os treinadores brasileiros, sim. O que mais se aproximava era o Dorival Júnior, que também trabalhava todo dia a tática. Acredito que a principal diferença é essa: taticamente, eles são muito mais evoluídos que os brasileiros", declarou o defensor flamenguista em entrevista ao Expediente Futebol, do Fox Sports, hoje.

Adversários na busca do título brasileiro

Na mesma entrevista, Gustavo Henrique opinou sobre os principais adversários na disputa do título do Campeonato Brasileiro.

"O Brasileiro sempre começa com muitos candidatos ao título. O Grêmio está muito bem, o Palmeiras, o Atlético-MG está se fortalecendo, o Internacional. O Flamengo fortaleceu o elenco e, por tudo o que fez na temporada passada, é um dos principais candidatos. Mas nenhum jogo vai ser fácil, temos que ter seriedade em todos. Não tem jogo ganho", continuou.

Medo do Coronavírus

Para o zagueiro, o medo de se contaminar com o Coronavírus no retorno do futebol é inevitável. Gustavo Henrique destacou, porém, que os clubes têm se esforçado no sentido de minimizar os riscos.

"O medo de se contaminar é inevitável, passar para os pais, avós. Mas o Flamengo e os adversários estão tomando cuidados, fazendo testes. O Flamengo está sendo um exemplo. Não é à toa que o CT foi o único aprovado pela vigilância sanitária", completou.

UOL Esporte vê TV