PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Empresário processa o São Paulo por dívida e pede penhora de direitos de TV

Everton, meia-atacante do São Paulo - Rubens Chiri/saopaulofc.net
Everton, meia-atacante do São Paulo Imagem: Rubens Chiri/saopaulofc.net

José Eduardo Martins e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

16/06/2020 14h15

O São Paulo tem mais um problema para resolver nos tribunais. O empresário Carlos Leite entrou na Justiça para reivindicar o pagamento de R$ 5.579.443,23 (incluindo os juros) referentes ao atraso de parcelas de um empréstimo feito para a contratação do meia atacante Everton, em 2018. Caso o clube não quite a dívida, o agente pede a penhora de 15% de todo e qualquer valor que seja depositado agora referente aos direitos de transmissão da Globo.

No acordo original, ficou acertado que o Tricolor deveria pagar R$ 4 milhões a Carlos Leite até o fim de agosto de 2018, e mais 30 parcelas de R$ 233,33 mil entre junho de 2018 e novembro de 2020. Segundo publicou o Globoesporte.com e confirmou o UOL Esporte, o empresário diz ter recebido os R$ 4 milhões e as primeiras 14 prestações.

Ainda no contrato firmado, as partes assinaram um acordo de que o São Paulo deveria adiantar o pagamento das parcelas caso Rodrigo Caio fosse negociado por mais de 12 milhões de euros.

O São Paulo vive um momento conturbado em suas finanças. O clube fechou a temporada 2019 com um déficit de R$ 156 milhões e já iniciou 2020 com mais de R$ 100 milhões de dívidas bancárias. Com a pandemia do novo coronavírus, o clube reduziu o salário dos jogadores em 50%.

São Paulo