PUBLICIDADE
Topo

Campello reformula diretoria e futebol do Vasco com ex-aliados de Eurico

Presidente Alexandre Campello (d) integrou à diretoria do Vasco ex-aliados do ex-presidente Eurico Miranda (e) - Bruno Braz/ UOL
Presidente Alexandre Campello (d) integrou à diretoria do Vasco ex-aliados do ex-presidente Eurico Miranda (e) Imagem: Bruno Braz/ UOL

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

04/04/2020 04h00

Isolado politicamente no Vasco com as saídas de grupos de sua base ao fim do ano passado, Alexandre Campello tem remontado a diretoria com antigos aliados do ex-presidente Eurico Miranda, que morreu em março de 2019.

Para a vice-presidência de futebol, o mandatário anunciou, no último mês, José Luiz Moreira, que por muito tempo foi o grande homem de confiança de Eurico e tinha forte laço de amizade. O experiente dirigente é influente entre conselheiros e beneméritos e, no passado, chegou a emprestar um expressivo montante de dinheiro ao clube.

"Optei por trazer um vice-presidente de futebol. Já tinha conversado anteriormente com o José Luiz Moreira, que lá atrás preferiu apoiar a gestão sem participar diretamente na diretoria. Ele, agora, resolveu participar diretamente da gestão, apoiando e unindo forças no futebol. É um vascaíno, um grande benemérito que tem experiência grande no clube, que tem experiência no futebol e que poderá nos ajudar bastante nesse esforço que vamos precisar em 2020 para superar essas dificuldades", disse Campello à Vasco TV.

Na pasta de patrimônio, foi anunciado o regresso de André Luiz Vieira, que ficou à frente do cargo na última gestão de Miranda, entre 2015 e 2017.

No setor jurídico, Paulo Reis — outro antigo braço direito de Eurico — segue dando suporte no setor através de seu escritório e, recentemente, conseguiu uma importante vitória para o clube ao obter a suspensão de pagamentos de acordos trabalhistas nos próximos dois meses. A alegação acatada pelo tribunal foi a grave situação criada por conta da pandemia do coronavírus, algo que representou uma economia de cerca de R$ 4 milhões ao Vasco.

Ainda no departamento de futebol, o Cruz-Maltino trouxe de volta Antônio Lopes, multicampeão pelo clube na década de 90 como treinador, quando Eurico era o vice da pasta. Ele assume a coordenação técnica.

Campello se contradiz

Após vencer a polêmica eleição no Conselho Deliberativo em janeiro de 2018, Alexandre Campello afirmou que não teria integrantes da gestão de Eurico Miranda em sua diretoria:

"Essa é uma vitória da oposição do Vasco, que derrotou o Eurico nas urnas. Não terá nenhuma [participação do Eurico]. A nossa chapa é pura. Não existe nenhum acordo com o Eurico, nenhum membro da diretoria será do Eurico e nem vice-presidentes e nos cargos executivos. É uma chapa pura de oposição", declarou o presidente à época.

Vasco