PUBLICIDADE
Topo

Dinei diz que Corinthians passaria vergonha no Paulista e critica T. Nunes

dinei -
dinei

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/03/2020 15h54

Ídolo do Corinthians, Dinei acredita que a paralisação do Campeonato Paulista por conta da pandemia de coronavírus foi boa para o Alvinegro. Recordando a eliminação corintiana na fase preliminar da Libertadores, o ex-jogador afirmou que o time de Tiago Nunes passaria 'mais uma vergonha' na temporada ao não se classificar para as quartas de final do Estadual.

Faltando duas rodadas para o fim da fase de grupos, o Corinthians é o terceiro colocado do Grupo D, com 11 pontos somados. O Bragantino lidera a chave com 17 pontos, seguido pelo Guarani, com 16.

"Graças a Deus que acabou esse Campeonato Paulista, porque a gente ia passar mais uma vergonha. A gente não ia classificar. Imagina, fora da Libertadores, fora do Campeonato Paulista... Mas eu continuaria com o Tiago Nunes. As ideias de jogo dele são boas. Eu torço para ele dar certo. Ainda não deu liga, mas espero que, depois que passar essa quarentena, o Tiago dê certo no Corinthians", falou Dinei.

Apesar de defender a permanência do treinador, o ex-jogador disse estar 'chateado' com T. Nunes por conta da saída do volante Ralf. Em sua apresentação do Alvinegro, o técnico anunciou que não contaria com o ídolo corintiano.

"Eu estou um pouco chateado com o Tiago por causa do Ralf. O Ralf faz falta no Corinthians. Não pode tratar um ídolo desse jeito. Ninguém lá é igual ao Ralf. O Ralf tinha que continuar no Corinthians. O Ralf não teria condições de jogar quarta e domingo, mas ele seria importante para o grupo. Por tudo que ele fez no Corinthians, acho que tinha que ter mais respeito pelo Ralf", disse Dinei, que também falou sobre a chegada do meia Luan:

"O Luan é bom jogador. Acho que falta um algo mais para o Luan, porque, daqui a pouco, se ele continuar jogando dessa maneira, a torcida vai começar a pegar no pé dele. Ele é um bom jogador, mas ele tem que dar algo a mais. O Corinthians é diferente".

Neymar e mais dez?

Além de seu ex-clube, Dinei também falou sobre a seleção brasileira. Afirmando que Neymar, atacante do Paris Saint-Germain, está 'sozinho', o ex-jogador defendeu a saída de Tite. Segundo ele, Jorge Jesus ou Renato Gaúcho deveria assumir o comando da pentacampeã mundial.

"Acho que o Neymar está sozinho na seleção sim, mas a gente está vindo com uma molecada muito boa. Eu acho que o tempo do Tite já deu. Quem tem que assumir a seleção ou é o Jorge Jesus ou é o Renato Gaúcho. Um dos dois", disse Dinei, que completou:

"Faltam mais jogadores para ajudar o Neymar. (...) Toda seleção precisa ter três ou quatro caras que decidam o jogo, e na seleção (brasileira) só tem um, só tem o Neymar. Fica tudo nas costas do menino".

UOL Esporte vê TV