PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Após mais um título, Jesus quer folia no Fla: "Vamos comemorar o Carnaval"

Caio Blois

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

22/02/2020 21h36

Classificação e Jogos

O clima de Carnaval já contagiou Jorge Jesus. Na entrevista coletiva após o título da Taça Guanabara, o técnico português evitou falar muito sobre os próximos compromissos do Flamengo, que joga mais uma decisão, na quarta-feira de cinzas (26), contra o Independiente Del Valle (EQU), pela Recopa Sul-Americana. Com o elenco de folga, ele prefere que todos comemorem a época de folia no Rio de Janeiro

"Depois do jogo, amanhã (23) vou dar folga à equipe, vamos comemorar o Carnaval (risos). Hoje estão liberados para poder, se quiserem. Segunda e terça acabou o Carnaval", brincou.

Para a decisão da quarta no Maracanã, o português ainda não sabe se terá alguns titulares importantes. O treinador, entretanto, acredita nos "milagres" do departamento médico do Rubro-Negro.

"Jogadores que tiveram problemas no Equador como Rafinha, Arrascaeta, Rodrigo Caio e Bruno Henrique, não saberemos se estarão recuperados até quarta-feira. Tenho dúvidas, talvez o Rafinha esteja pronto, mas estou habituado com os milagres do departamento médico do Flamengo, e pode ser que tenha todos eles", afirmou.

JESUS: 'HÁ VÁRIOS PROTAGONISTAS POR ESTE TROFÉU'

Gols UOL Esporte

Jorge Jesus explicou a opção por um time alternativo na vitória sobre o Boavista, por conta do forte desgaste de seus atletas na partida de ida da Recopa, na altitude de 2850m de Quito.

"Jogo no Equador é diferente de qualquer coisa. É muito mais cansativo, um desgaste enorme. A ideia foi recuperar os jogadores. Analisando a carga que o jogo teve, esse time jogava no limite do risco da lesão, e nós tentávamos não correr riscos. Foi dentro dessa filosofia e ideia que nós fizemos a distribuição de jogadores para o jogo de hoje e de quarta-feira. Os jogadores que estão lesionados não sei se estarão conosco, mas os outros todos estarão, com certeza. Vamos ter os melhores jogadores disponíveis em campo", disse.

Além disso, elogiou o Boavista, adversário na final da Taça Guanabara e ofereceu sua medalha de campeão a Maurício Souza, treinador que iniciou a competição comandando os jovens sub-23 do Rubro-Negro.

"E hoje jogamos contra uma equipe muito organizada, não tem a mesma qualidade individual do Flamengo, mas esteve muito bem postada. Esse título tem muitos vencedores. Vou dar minha medalha de vencedor ao Maurício Souza, que comandou a equipe no começo da competição, então ele merece. É uma taça com a marca de muitas pessoas".

Flamengo