PUBLICIDADE
Topo

UOL Esporte vê TV


Renata Fan lamenta episódio envolvendo mascote do Galo: "Sirva de exemplo"

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/02/2020 13h25

A apresentadora Renata Fan aproveitou o Jogo Aberto desta terça-feira para comentar a atitude da mascote do Atlético-MG com a jogadora Vitória Calhau, no domingo, durante apresentação do time feminino e de Diego Tardelli à torcida, no Mineirão. Afirmando que o anonimato deixa os homens à vontade para 'fazer o que quiserem', a jornalista pediu para o caso do último domingo servir como exemplo.

"Como um homem fica macho, poderoso, escondido numa fantasia. Ele está escondido numa máscara e numa roupa de mascote, aí ele faz o que ele quer, porque ninguém sabe a identidade. Assim como esses caras covardes que não tem nem foto no perfil e chamam você de qualquer coisa, falam o que querem, porque pensam que não serão identificados. Para falar, eles acham que tem força, mas, para sustentar o que dizem, eles não conseguem. Então, não misturem futebol com esse tipo de coisa, é pobre, é feio", disse a apresentadora.

"E, como mulher, a gente está muito acima disso. A gente não precisa passar por esse tipo de coisa. Que isso sirva de exemplo, não só com a demissão do funcionário, que ninguém vai saber quem é, só vão lembrar que o mascote do Galo fez isso, não é? Mas, que a gente pense para futuros episódios", completou.

No intervalo do jogo entre Atlético-MG e Caldense, a mascote, presente no gramado do Mineirão, deu a mão a uma das atletas e lhe pediu para girar. Na sequência, ele se afasta esfregando as mãos. Em seu Twitter, o Galo anunciou que afastou o funcionário e considerou o ato 'lamentável'.

UOL Esporte vê TV