PUBLICIDADE
Topo

Corinthians vê Goiás se interessar por atletas e mantém Michael no 'radar'

Michael, do Goiás, uma das principais revelações do Brasileirão 2019, segue na mira do Corinthians para a próxima temporada - Rosiron Rodrigues/Goiás EC
Michael, do Goiás, uma das principais revelações do Brasileirão 2019, segue na mira do Corinthians para a próxima temporada Imagem: Rosiron Rodrigues/Goiás EC

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

15/12/2019 04h00

Após fechar com o meia-atacante Luan, ex-Grêmio, por quatro temporadas, o Corinthians mantém o atacante Michael, do Goiás, como opção para reforçar o elenco para 2020. Segundo apurou o UOL Esporte, o clube paulista já sabe que os goianos estão interessados em jogadores de seu elenco e, por isso, os corintianos mantêm uma das principais revelações do Campeonato Brasileiro de 2019 no 'radar'.

Inicialmente, o Goiás despertou interesse em adquirir alguns jogadores do Corinthians por empréstimo, mas sem ligação com a negociação por Michael. André Luis, que estava emprestado ao Fortaleza, Richard, emprestado ao Vasco, Marlon, que defendeu o Bahia, entre outros, são atletas que entraram na mira do clube goiano.

O Corinthians não sinalizou em relação ao empréstimo dos atletas e não esconde que pretende utilizar jogadores para contratar Michael.

Como já revelou o UOL Esporte, o clube paulista ofereceu R$ 20 milhões por 50% dos direitos econômicos de Michael, além de atletas para abater neste valor. Nenhuma lista de jogadores foi oferecida, mas o Goiás pode indicar os interessados para avaliação dos corintianos.

O problema é que o Goiás, inicialmente, não abre mão de receber R$ 50 milhões por 70% dos direitos econômicos de Michael. O restante pertence ao atleta e seu estafe.

Vale ressaltar que, nos bastidores, o Alvinegro já avisou que não subirá 'um centavo' a mais dos R$ 20 milhões que foram oferecidos.

esperança de o jogador ceder parte de seus direitos econômicos ao Goiás para "amolecer" o clube esmeraldino na negociação.

Neste caso, a negociação seria 'amarrada' da seguinte forma: o Goiás abriria mão do valor que o Corinthians não aceita pagar em troca de uma 'fatia' maior nos direitos econômicos. Com isso, os goianos poderiam lucrar mais em uma possível venda do atacante para o exterior no futuro.

Futebol