PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após Luan, Corinthians mira colombiano e não desiste de Michael

Volante Víctor Cantillo, volante do Junior Barranquilla, está na mira do Corinthians para a próxima temporada - Divulgação/Junior Barranquilla
Volante Víctor Cantillo, volante do Junior Barranquilla, está na mira do Corinthians para a próxima temporada Imagem: Divulgação/Junior Barranquilla

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/12/2019 18h03

Após anunciar o meia-atacante Luan, ex-Grêmio, como o primeiro grande reforço para a temporada 2020, o Corinthians promete continuar forte no Mercado da Bola. O clube paulista agora tenta avançar em negociações pelo volante Víctor Cantillo, do Junior Barranquila, da Colômbia.

Vale ressaltar que as negociações com colombiano de 26 anos estão no início. Não há nada avançado. Cantillo foi um pedido do técnico Tiago Nunes, que assume o time em janeiro. Ele chamou a atenção do treinador na final da Sul-Americana do ano passado, quando o Athletico conquistou o título contra o Barranquila.

O Corinthians também não desistiu da contratação do atacante Michael, do Goiás. O clube paulista fez proposta de R$ 20 milhões por 50% dos direitos econômicos, além de jogadores para abater o valor. O Goiás, por sua vez, pretende receber R$ 50 milhões por 70% que lhe pertence.

Além de Cantillo e Michael, o clube paulista segue em busca de um lateral-esquerdo. Há dois nomes na mira: Sidcley, do Dínamo de Kiev, da Ucrânia, e Jorge, que disputou o Campeonato Brasileiro pelo Santos, mas pertence ao Monâco, da França.

O clube paulista avalia os valores para investir em apenas um deles. Não há preferência. A ideia é contratar por empréstimo e fechar com o mais barato.

No caso de Sidcley, o negócio também não é simples. A reportagem apurou que o Corinthians tem ciência do valor exigido pelo clube ucraniano para liberar o lateral por empréstimo por uma temporada.

O clube de Parque São Jorge já enviou contraproposta com valor abaixo do que foi pedido pelo Dínamo de Kiev e aguarda uma posição. Enquanto isso, Jorge segue no 'radar'.

Futebol