PUBLICIDADE
Topo

Gabigol cita provocações antigas e responde Marcos sobre "sorte" em Mundial

Gabigol faz a festa em comemoração do título da Libertadores do Flamengo - FAUSTO MAIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Gabigol faz a festa em comemoração do título da Libertadores do Flamengo Imagem: FAUSTO MAIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/11/2019 22h54

Herói da conquista da Libertadores, Gabigol voltou a falar sobre as brincadeiras feitas com o Palmeiras na comemoração do título do Flamengo em desfile pelo Centro do Rio de Janeiro. Após o ex-goleiro Marcos rebater a "provocação", o atacante lembrou brincadeiras antigas dos alviverdes e respondeu sobre a "sorte" desejada para o Mundial de Clubes.

"Na verdade não foi provocação minha, são músicas que já existem. A torcida canta sempre quando o Flamengo joga contra o Palmeiras, canta também outros rivais, não tem provocação. Se acharam isso, entenderam errado. Ano passado eles falaram do 'cheirinho', passaram na frente da loja do Flamengo no aeroporto brincando e nossos jogadores aceitaram numa boa, porque eles estavam empolgados. Agora é a nossa hora de comemorar, tem muita música da torcida do Flamengo que cita outros times. Queria agradecer a boa sorte que ele desejou para a gente no Mundial", disse Gabigol.

Na entrada da comemoração exclusiva do elenco pelo título continental e do Campeonato Brasileiro, conquistado sem nem entrar em campo no domingo e festejado dentro do ônibus que levava os jogadores do Centro para o Ninho do Urubu, o camisa 9 ainda mostrou apetite por mais conquistas em 2019.

"Nós ganhamos três competições, podemos ganhar quatro. É muito bom, inexplicável. A gente comemorou no ônibus, nunca tinha vivido isso. Fomos campeões no ônibus (risos). É a primeira vez, nunca tinha sido, sabíamos da chance, acompanhamos o jogo no celular lá dentro e que bom que matamos os dois de uma vez. Agora vamos para a festa curtir um pouquinho", resumiu.

Com nove gols, sendo dois na decisão, Gabigol foi o artilheiro da Libertadores. Ele também está no topo da lista de goleadores do Brasileirão, após balançar as redes 22 vezes na competição.

Flamengo