Topo

Raí fala em semana desastrosa do São Paulo: "não podemos aceitar"

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

10/11/2019 18h36

Resumo da notícia

  • Raí disse que a semana com duas derrotas em casa do São Paulo foi desastrosa
  • O Tricolor perdeu para o Athletico e para o Fluminense no Morumbi e dirigente diz que não pode aceitar
  • Raí disse que ainda confia no trabalho de Fernando Diniz e diz que trabalho vai surtir efeito
  • São Paulo ainda está perto do G4, mas pode ver diferença aumentar

Raí mostrou sua insatisfação com a segunda derrota consecutiva do São Paulo dentro de casa na mesma semana. O diretor do clube foi à zona mista do Morumbi após o revés contra o Athletico neste domingo e usou palavras fortes para cobrar melhora do seu elenco.

Antes dessa derrota, o Tricolor já havia perdido por 2 a 0 para o Fluminense também no Morumbi. Agora, a equipe pode ver o sonho do G4 um pouco mais distante se o Grêmio vencer a Chapecoense no jogo das 19h de hoje.

"A gente está se cobrando entre nós. Não podemos aceitar essa situação. São duas derrotas em casa a gente nunca vai poder aceitar. Vamos ter que mostrar inconformismo. Felizmente, ainda estamos na 5ª colocação, mas não foi por nosso mérito. Não por mérito desta semana", afirmou o dirigente, que continou.

"A semana foi desastrosa. Temos que melhorar, refletir. Temos que ver tudo o que erramos nessa semana. E erramos bastante. Se não, não teríamos esses resultados. Contra o Fluminense foi ainda pior. Vamos trabalhar ainda mais. Conversei com o Diniz, com a comissão e vamos conversar bastante com os jogadores durante a semana para dar o jogo que o torcedor merece", completou.

Apesar das críticas, Raí fez questão de sair em defesa do trabalho de Fernando Diniz e disse estar satisfeito com o que vê no dia a dia.

"Estou muito satisfeito com o dia a dia e temos que ver isso dentro de campo também. Ele está cobrando bastante os jogadores, a postura, a movimentação e as alternativas de jogo. Tenho certeza que isso vai surtir efeito", finalizou.

São Paulo