Topo

UOL Esporte vê TV


Kaká critica demissão de Aguirre e saída de Cuca: "Não foi correto"

Volta ao futebol brasileiro - Rubens Chiri/São Paulo FC
Volta ao futebol brasileiro Imagem: Rubens Chiri/São Paulo FC

Colaboração para o UOL, em São Paulo

10/11/2019 01h13

Convidado do Aqui com Benja, programa do Fox Sports, deste sábado (9), Kaká avaliou as recentes trocas de técnico no São Paulo. Criticando tanto a demissão de Diego Aguirre, no fim de 2018, quanto à saída de Cuca, em setembro deste ano, o ídolo tricolor cobrou 'critérios mais definidos' no momento das contratações.

"Eu acredito muito em contratações por critério. Você tem que ter critérios um pouco mais definidos, não baseados no resultado do próximo domingo", disse o ex-jogador.

Sobre a demissão de Aguirre na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado, Kaká criticou a diretoria tricolor por não esperar o fim da temporada realizar a troca no comando técnico. Além disso, o ex-jogador afirmou que o principal problema do uruguaio foi 'ter ficado em primeiro' no Brasileirão, aumentando as expectativas dos tricolores.

"Não acho que era a hora (de demitir o Aguirre). Por mais que você queira mandar embora, não faltando cinco rodadas. Termina as cinco rodadas, não renova o contrato. A minha crítica é ali. (...) Acho que tinha que manter. O grande erro do Aguirre foi ter ficado em primeiro. Acho que o grande problema dele foi ter terminado o primeiro turno do Campeonato Brasileiro em primeiro. Fez um excelente campeonato, voltou com o time para a Libertadores...", comentou.

Já sobre a passagem de Cuca pelo São Paulo, Kaká reprovou o pedido de demissão do técnico:

"Eu não acho que foi um comportamento correto do Cuca, não em relação às declarações, mas em relação ao trabalho. Você chega num clube sabendo mais ou menos o que vai encontrar. (...) Chegar e falar que está saindo porque não deu certo, realmente não acho que é a justificativa mais correta para sair naquele momento. Gosto muito do Cuca como treinador, acho que ele, no Brasil, é um dos diferenciados, agora, especificamente no São Paulo, a justificativa dele não é muito coerente. Poderia ter levado um pouco mais e tentado fazer as coisas acontecerem", argumentou.

Retorno ao futebol

Além de avaliar o clube que o revelou, Kaká falou sobre uma possível volta ao mundo do futebol. Longe dos gramados desde o fim de 2017, quando deixou o Orlando City (EUA), o ex-jogador afirmou que, mesmo já tendo conversado com o Milan (ITA), quer ficar mais próximo da família.

"Parei na hora que tinha que parar. (Estou) Super feliz com o meu atual momento, curtindo esses jogos especiais, esses eventos. Parei na hora que deveria", disse Kaká que, recentemente, participou de um amistoso em Jerusalém.

"Já conversei com eles (Milan), mas, para mim, está muito claro o meu momento, que é ficar mais perto dos meus filhos, (sou) recém-casado. Então, essa é a minha fase. Estou aproveitando para estudar, me preparar. Quero voltar para o meio do futebol, mas não é agora", completou.

UOL Esporte vê TV