Topo

Futebol


Flamenguistas criticam "mensagem antifurto" do Fortaleza, que nega indireta

Lucas Faraldo

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/10/2019 18h34

Um comentário feito pela equipe de comunicação do Fortaleza nas redes sociais gerou polêmica entre torcedores do Flamengo. Diversos internautas criticaram, entre ontem (18) e hoje (19), uma mensagem sobre "precaução antifurto". Procurado pela reportagem, o clube cearense nega ter feito indireta aos cariocas ou à CBF — ainda na sexta-feira, o Leão protocolou junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) um pedido de impugnação da partida de quarta passada, entendendo ter sido prejudicado pela arbitragem na derrota para o Rubro-Negro.

Tudo começou quando o Fortaleza, ainda na quinta-feira (17), escreveu um texto em seu perfil oficial no Twitter dizendo que "podem nos tirar os três pontos, mas jamais mudar nosso sentimento! O orgulho está espalhado pelos quatro cantos da cidade, a confiança está no rosto de cada Tricolor. Sábado temos mais um compromisso, tenho certeza que poderei contar com o seu apoio." Junto à publicação, foi compartilhada uma foto na qual aparece um torcedor tricolor de braços abertos nas arquibancadas, expondo celular e carteira presos na cintura pela calça.

O texto publicado pelo Fortaleza fazia referência aos três pontos perdidos no jogo de quarta, quando foi derrotado por 2 a 1 pelo Flamengo, no Castelão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Um outro perfil na rede social, então, interagiu com o clube tricolor escrevendo "podem até tirar os três pontos, mas a carteira e o celular não levam, não". Tal comentário, por sua vez, foi respondido pelo Leão: "Precaução nunca é demais", seguido de um emoji rindo.

Comentários geraram polêmica antes de serem apagados em publicação do Fortaleza  - Reprodução/Twitter
Comentários geraram polêmica antes de serem apagados em publicação do Fortaleza
Imagem: Reprodução/Twitter

Foi esse comentário de precaução antifurto que viralizou na rede social, recebendo diversas críticas majoritariamente escritas por perfis de torcedores flamenguistas. Houve internautas interpretando tal mensagem como preconceituosa contra a torcida rubro-negra e/ou a população carioca. Outros também enxergaram como cutucada à arbitragem do jogo da última quarta — o Fortaleza entende ter sido prejudicado e pediu até impugnação da partida ao STJD.

Depois da repercussão negativa, os comentários sumiram da publicação original do Fortaleza. Procurado, o clube alega que as mensagens foram apagadas pelo perfil que comentara sobre a carteira e o celular expostos. Ademais, o Leão nega ter feito indiretas. "O nosso tweet não teve intenção de atacar ninguém. Fazia referência a uma foto de um torcedor que estava com o celular dentro do calção", escreveu o Tricolor em contato com o UOL Esporte.

Sabor de pizza e mosaico com "cristo" já haviam causado polêmica

O comentário na rede social foi mais uma polêmica numa trinca de ações do Fortaleza que não caíram bem entre os torcedores do Flamengo nesta semana. Em referência à discussão sobre "torcedores mistos", tradicionalmente presente no futebol nordestino, o clube cearense inflamou a rivalidade com os rubro-negros cariocas ainda antes de a bola rolar para o jogo da última quarta-feira entre as duas equipes.

Por meio de seu restaurante oficial, a Cantina 1918, o Fortaleza tirou o sabor "misto" do cardápio nesta semana por causa do jogo contra o Flamengo — gerando repercussão negativa entre flamenguistas. Foi uma ação de marketing para criticar "torcedores mistos", como são chamados aqueles que se declaram simpatizantes de dois ou mais clubes. Nas regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste, o Rubro-Negro lidera como time de maior torcida segundo pesquisa Datafolha do mês passado. No Sudeste, os cariocas ficam em segundo lugar, atrás do Corinthians.

Já no Castelão, pouco antes do apito inicial para o duelo entre Fortaleza e Flamengo, a torcida tricolor ergueu um mosaico 3D com um "cristo" inicialmente vestido com camiseta rubro-negra e que depois "se troca" aparecendo com o uniforme do Leão. Na madrugada anterior à partida, até Rogério Ceni e Marcelo Paz, respectivamente técnico e presidente do clube, haviam participado da confecção do mosaico junto com os torcedores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Futebol