Topo

Futebol


Carille inicia duas decisões em casa para espantar crise e segurar emprego

O técnico Fábio Carille vive o seu pior momento no comando do Corinthians - Marcello Zambrana/Agif
O técnico Fábio Carille vive o seu pior momento no comando do Corinthians Imagem: Marcello Zambrana/Agif

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Diretoria banca Carille, mas há quem diga no clube que ele não aguentaria duas derrotas seguidas em casa
  • Ambiente entre Carille e os jogadores não é bom. Há muitos atletas insatisfeitos, mas só Boselli expôs até agora
  • Carille não contará com Cássio, Gil e Manoel no duelo contra o Cruzeiro hoje (19), na Arena de Itaquera

O Corinthians enfrenta o Cruzeiro hoje (19), às 19h (de Brasília), na Arena de Itaquera, em jogo válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, com o objetivo de voltar a vencer na competição. O time não ganha há quatro jogos. A última vitória ocorreu diante da Chapecoense no último dia 2, em Chapecó.

Este cenário deixou Fábio Carille em crise no Corinthians. Apesar de a diretoria bancar o treinador publicamente, há quem diga no Parque São Jorge que a situação do técnico pode ficar insustentável caso o Timão tropece nos próximos dois jogos em casa. Além do Cruzeiro, o Alvinegro tem clássico contra o Santos no próximo dia 26.

A diretoria corintiana descarta a demissão e alega que não procura nenhum treinador no mercado. Este é o "termômetro" hoje, mas dois tropeços em casa levariam a uma sequência de seis jogos sem vitória. A vaga na Copa Libertadores da América poderia ficar ameaçada. Há duvidas sobre a firmeza deste planejamento num cenário desses.

Há quem acredite que os tropeços em casa poderiam provocar até o pedido de demissão de Carille. Isso porque o ambiente interno hoje no Corinthians não é dos melhores. Os jogadores evitam críticas em público, com exceção de Mauro Boselli, mas muitos estão insatisfeitos com o treinador.

Falta de coerência, mudanças no time sem treinar opções e até metodologia de trabalho ultrapassada,são levantadas pelos atletas insatisfeitos com Fábio Carille.

Além disso, o comandante precisa "encontrar" um time para a sequência do Brasileiro. Desde a eliminação na semifinal da Sul-Americana para o Independiente del Valle, do Equador, não conseguiu mais definir uma escalação. O próprio profissional admite descontentamento com a temporada de seu time e uma falta de padrão.

Contra o Goiás, por exemplo, na última quarta-feira, Carille radicalizou, então: foram sete mudanças na equipe titular, quatro delas por opções técnicas e táticas.

Cássio e zaga titular não jogam

Carille não contará com o goleiro Cássio e o zagueiro Gil, que cumprem suspensão automática. Além deles, o treinador não terá Manoel. O zagueiro pertence ao Cruzeiro e está emprestado ao Timão até o fim desta temporada. Há cláusula contratual que proíbe a escalação do defensor.

Com isso, Fábio Carille escalará Bruno Méndez e Marlon na dupla de zaga. Danilo Avelar deve voltar ao time após ficar no banco de reservas contra o Goiás. Carlos Augusto foi mal e não aproveitou a oportunidade. No gol não existe segredo pois Walter substitui Cássio.

Desta forma, o Corinthians deve enfrentar o Cruzeiro com a seguinte formação: Walter, Fagner, Bruno Méndez, Marlon, Danilo Avelar; Ralf, Sornoza, Pedrinho, Mateus Vital, Janderson; Vagner Love.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Futebol