Topo

Futebol


Corinthians vence Chapecoense em jogo feio e sonha com título brasileiro

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/10/2019 21h07

O Corinthians venceu a Chapecoense por 1 a 0, hoje (2), na Arena Condá, em Chapecó, em partida atrasada da 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, e mantém o sonho de conquistar o título nacional. Com o resultado, o time de Parque São Jorge chega a 41 pontos, na quarta colocação. O Alvinegro tem a mesma pontuação do Santos, terceiro colocado, mas perde em número de vitórias (12 contra 11). Já a distância para o líder Flamengo caiu para oito pontos.

O gol do Timão foi marcado por Danilo Avelar, de cabeça, após escanteio cobrado por Clayson, no início do segundo tempo. Além da postura defensiva de paulistas e catarinenses, a chuva forte em Chapecó encharcou o gramado e colaborou para um jogo bastante feio. O gol de cabeça foi o resultado do excesso de cruzamentos forçados por conta do "campo pesado".

Após enfrentar a Chapecoense, o Corinthians voa direto para Porto Alegre, onde enfrenta o Grêmio, sábado, às 19h (de Brasília), na Arena Grêmio, pela 23ª rodada do Brasileiro. Pela mesma rodada, o time de Chapecó joga em casa novamente, desta vez, contra o Flamengo, domingo, às 11h (de Brasília).

Quem foi o melhor: Avelar decisivo

Renato Padilha/AGIF
Imagem: Renato Padilha/AGIF

Em um jogo bem feio e com poucos destaques individuais, Danilo Avelar fica como destaque pelo gol, de cabeça, que garantiu a vitória do Corinthians, além de não comprometer defensivamente.

Quem foi o pior: Urso apagado e substituído no intervalo

Junior Urso voltou a ser titular, mas não aproveitou a chance. O volante tocou a maioria das bolas para trás e, inclusive, correu risco em duas recuadas de bola para Cássio e Manoel, respectivamente. Apagado, ele foi substituído por Sornoza no intervalo.

Primeiro tempo sonolento

O jogo não foi bom, mas o primeiro tempo foi de dar sono. O primeiro chute a gol saiu aos 25 minutos, com Mateus Vital. A Chape respondeu aos 28, com Everaldo. Antes do final, Pedrinho ainda arriscou um chute rasteiro. Esses foram os lances de maior perigo da etapa inicial. Aliás, todos os chutes foram de fora da área.

Corinthians melhorou com mudança no intervalo

O Corinthians entrou em campo com três novidades em relação ao time que iniciou o duelo contra o Vasco no último domingo, em Itaquera. Junior Urso, Mateus Vital e Vagner Love entraram nos lugares de Ramiro, Sornoza e Boselli, respectivamente. O time não melhorou ofensivamente. No intervalo, Carille colocou Sornoza no lugar de Urso. A ideia era aproveitar os bons lançamentos e chutes de longe do equatoriano no gramado encharcado em Chapecó. Logo nos primeiros minutos da segunda etapa, Sornoza arriscou chute de fora área, rasteiro, e quase abriu o placar. Além disso, o treinador colocou Gustagol no lugar de Pedrinho, um dos melhores do time no jogo. A intenção era aproveitar a boal área do camisa 19. A estratégia deu certo com outro personagem: Avelar, que assim como Gustavo, é muito eficiente na jogada área.

Cássio faz duas defesas incríveis

O goleiro Cássio realizou a famosa "defesa dupla" em Chapecó. Quando o Timão já vencia por 1 a 0, no segundo tempo, o ídolo corintiano defendeu dois chutes à queima-roupa: o primeiro da marca do pênalti e o segundo da entrada da pequena área. Mas, vale ressaltar que o atacante Kayser estava impedido no lance.

Love indisciplinado e mal em campo

Vagner Love voltou hoje de suspensão após receber três amarelos e não jogar contra o Vasco. No primeiro lance do camisa 9, aos dois minutos de jogo, ele atrapalhou a saída de bola do goleiro, com falta, e recebeu o cartão amarelo. Além disso, o centroavante foi muito mal em campo. "Furou" a bola em tentativa de cruzamentos, errou domínios de bola e não finalizou. Foi substituído por Janderson no fim da partida.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE 0 X 1 CORINTHIANS

Data: 2 de outubro de 2019, quarta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Andre da Silva Bitencourt (RS)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Público: 5.036 pessoas
Renda: R$ 164.367,50

Gol: Danilo Avelar, aos 18 minutos do 2ºT (Corinthians)

Cartões amarelos: Amaral, Eduardo e Bruno Pacheco (CHA). Vagner Love e Fagner (COR)

Chapecoense: Tiepo; Eduardo, Douglas, Rafael Pereira e Roberto; Amaral (Régis), Márcio Araújo, Bruno Pacheco e Camilo (Vini Locatelli); Arthur Gomes (Renato Kayzer) e Everaldo
Técnico: Marquinhos Santos

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf e Júnior Urso (Sornoza); Pedrinho (Gustagol), Mateus Vital e Clayson; Vagner Love (Janderson)
Técnico: Fábio Carille

Mais Futebol