Topo

Futebol


Odair se nega a falar do VAR e diz que Inter merecia vitória: "Grande jogo"

Do UOL, em Porto Alegre

06/10/2019 00h20

Odair Hellmann não quis falar sobre a atuação do VAR e do árbitro Wagner Magalhães, personagens criticados por jogadores e dirigente do Internacional. O treinador, que foi flagrado no gramado gesticulando diante da arbitragem, preferiu falar do desempenho contra o Cruzeiro. Nas palavras do técnico, o clube gaúcho merecia a vitória por ter feito um grande jogo.

Cruzeiro e Inter empataram por 1 a 1. Nonato abriu o placar e Fred, de pênalti, igualou. A penalidade foi marcada em lance entre Orejuela e Patrick, a jogada que o Inter contesta.

"Com todo respeito, toda educação e pouquinho de inteligência que eu tenho. Vou falar de futebol", respondeu Odair ao ser perguntado sobre a conversa com a arbitragem depois do jogo. "Quero falar de… como é a comida típica aqui de Minas? Feijão tropeiro. É bom, é delicioso. Feijão tropeiro, né? Pão de queijo. É isso", brincou ao ser questionado de novo.

Ao falar sobre o jogo em si, Hellmann elogiou o desempenho do Internacional. O time dominou o Cruzeiro, abriu o placar e na etapa final foi pressionado. Levou o gol de pênalti e no final passou a se defender mais diante do ímpeto da equipe mandante.

"Se você prestar atenção, até 30 minutos do primeiro tempo tínhamos todo controle do jogo. Fizemos o gol, criamos mais situações e com posse no campo deles. Aí o Guerrero levou pancada no joelho, inchou e o Nonato foi perdendo essa velocidade. O Nonato se superou, mas o Guerrero saiu do jogo a partir dos 30. Ele saiu, voltou e continuou mancando. Aquela transição não estávamos mais conseguindo e falei com o Guerrero no intervalo. Perguntei se ele tinha dificuldade e disse que precisávamos segurar a bola para fazer a transição. Acho que conseguimos melhorar no segundo tempo. Saiu o gol de pênalti. Foi 50 a 50 a posse e nem sei se não finalizamos mais que eles. A gente fez um grande jogo, merecíamos a vitória, mas não fizemos. Não fizemos o 2 a 0 e aí, numa situação de… de um dos poucos ataques que o Cruzeiro conseguiu, uma bola espirrada, eles fizeram o empate. Mas se era para ter um vencedor hoje, seria nós", analisou Odair.

Mais Futebol