Topo

Futebol


Cruzeiro empata com o Inter e se complica na briga contra o rebaixamento

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

05/10/2019 22h54

Cruzeiro e Internacional empataram por 1 a 1 na noite de hoje, no Mineirão. Os gaúchos abriram o placar com Nonato no jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, mas Fred assegurou a igualdade para os mineiros em cobrança de pênalti no segundo tempo do confronto.

Com o resultado, o time de Abel Braga segue na 17ª colocação do torneio nacional com 20 pontos conquistados. A equipe está dois atrás do Fluminense, que ainda joga nesta rodada. O Inter ocupa a sexta posição, com 38 pontos.

O clube segue na zona de rebaixamento e ainda pode ser ultrapassado pelo CSA neste fim de semana. A equipe rouba a vaga dos mineiros em caso de vitória sobre o Avaí, amanhã, em Maceió.

Quem foi bem: Nico López

O atacante se movimentou muito e foi quem mais criou chances para o Internacional no Mineirão. Ele foi o responsável por dar a assistência para Nonato balançar a rede de Fábio no primeiro tempo. Foi prejudicado em alguns momentos pela proposta defensiva do time de Odair Hellmann.

Quem foi mal: David

O atacante voltou a fazer uma partida sem convencer pelo Cruzeiro. Aberto pelo lado esquerdo, ganhou na força e na velocidade. No entanto, falhou em momentos decisivos. No principal deles, perdeu um gol em finalização com a perna esquerda. Foi o pior do jogo na noite de hoje, no Mineirão. Foi bastante vaiado pela torcida quando deixou o gramado do Mineirão para a entrada de Ezequiel.

Nonato volta a fazer o Cruzeiro como vítima na temporada

O garoto Nonato é um dos destaques do Internacional em 2019. Revelado pelo clube, ele fez três gols na temporada. Na noite de hoje, o meio-campista balançou a rede após passe de Nico López e tocou na saída de Fábio para celebrar. O garoto é um algoz do clube mineiro, com dois gols sobre o time. Ele havia marcado no jogo do primeiro turno, no Beira-Rio, e também deixou a sua marca contra o CSA nesta edição do torneio.

Fred volta a marcar após três jogos e novamente de pênalti

Fred voltou a celebrar pelo Cruzeiro em 2019. O atacante, titular do time comandado por Abel Braga, anotou em cobrança de pênalti. A última vez que isso aconteceu foi na goleada sofrida para o Grêmio, por 4 a 1. Na ocasião, o camisa 9 também aproveitou cobrança de pênalti para estufar a rede. Ele ficou três partidas sem marcar - diante de Palmeiras, Flamengo e Ceará.

Cruzeiro se desespera e tenta chegar de qualquer jeito ao gol

Ainda um pouco desorganizado, o Cruzeiro não teve uma proposta ofensiva clara. Com mais posse de bola, o time de Abel Braga tentou chegar ao gol de qualquer forma. A intenção era usar bastante Fred em lances de cruzamento e pivô. Contudo, o dono da camisa 9 encontrou dificuldades para se movimentar no setor. A forte marcação do Inter foi um problema encontrado pelo jogador de 36 anos.

Inter se fecha demais no jogo após abrir o marcador

O Inter apostou em uma proposta defensiva para enfrentar o Cruzeiro, na noite de hoje. O time de Odair Helmann optou por sair em velocidade por meio de contra-ataques. E foi assim que abriu o placar. No entanto, a ideia de jogo do time fez com que os jogadores se posicionassem atrás da linha da bola, marcando o adversário. Isso fez o mandante criar mais oportunidades de marcar e até chegar ao empate em pênalti cobrado por Fred.


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO x INTERNACIONAL

Motivo: 23ª rodada do Brasileirão
Data/Hora: 05/10/2019, às 21h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Carlos Henrique de Lima Silho (RJ)
VAR: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Cartão amarelo: Fabrício Bruno, Thiago Neves, Cacá, Éderson (Cruzeiro); Uendel, Nonato, Marcelo Lomba (Inter)

Gols: Nonato - 10'/1ºT (0-1); Fred - 17'/2º (1-1)

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Éderson, Jadson (Maurício), Thiago Neves (Sassá), Robinho e David (Ezequiel); Fred. Técnico: Abel Braga.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor (Bruno), Bruno Fuchs, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nonato (Neilton), Nico López (D'Alessandro) e Patrick; Guerrero. Técnico: Odair Hellmann

Mais Futebol