Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Jadson diz que gostaria de jogar e não vê Corinthians desistir do título

Jadson durante jogo contra o Ceará - Alan Morici/AGIF
Jadson durante jogo contra o Ceará Imagem: Alan Morici/AGIF

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

09/09/2019 04h00

Depois de quase três meses, Jadson teve a oportunidade de ser titular do Corinthians. Apesar de o time não ter conseguido vencer o Ceará, na Arena, o meia deu conta do recado e mostrou para o técnico Fábio Carille que tem condições de brigar por um lugar entre os 11. Preterido por Pedrinho (que estava com a seleção olímpica) e Sornoza (com serviu à equipe equatoriana) nas últimas rodadas, o veterano de 35 anos busca uma vaga no time que enfrenta o Fluminense, no domingo, no Mané Garrincha.

"Eu sou um cara que trabalha pelo grupo, mas é claro que gostaria de jogar. Por outro lado, respeito o nosso treinador e meus companheiros. Todos trabalham para jogar e o Carille sabe o que é melhor para o Corinthians", disse Jadson, que não era titular desde o clássico com o Santos, no dia 12 de junho.

"A gente trabalha para jogar, mas nosso grupo é muito bom e todo mundo se respeita. Eu quero jogar e os outros também querem. O mais importante é o bem do time. Estou me esforçando ao máximo para recuperar meu espaço, sempre respeitando o Carille e os companheiros", completou Jadson.

Com o empate em casa, o Corinthians viu os líderes abrirem vantagem no Brasileiro. Agora, a equipe soma 32 pontos -- sete a menos do que o Flamengo, o primeiro colocado. Ainda assim, o meio-campista acha precoce a ideia de abrir mão do campeonato nacional, para concentrar toda sua atenção na Copa Sul-Americana, na qual está na semifinal. Seu adversário será o Independiente del Valle, do Equador.

"Não [acho que é o momento de priorizar a Sul-Americana]. Nosso time tem um elenco qualificado, e iremos brigar tanto pelo Brasileiro como pela Sul-Americana", disse o meia, que fez uma análise de sua participação no empate por 2 a 2 com o Ceará.

"É um pouco complicado falar de mim, mas, no geral, acho que consegui ajudar. Claro que, no decorrer da partida, senti um pouco o ritmo porque fazia muito tempo que não era titular, e o horário do jogo [que começou às 11h] também complicou. Estava muito calor. Mas acredito que pude contribuir. Pena que tomamos o gol no finalzinho e não conseguimos a vitória", finalizou.