Topo

Futebol


Rui Costa dispara contra VAR em revés do Atlético-MG: "houve equívoco"

Rui Costa, diretor de futebol do Atlético-MG - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Rui Costa, diretor de futebol do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

08/09/2019 19h08

Rui Costa, diretor de futebol do Atlético-MG, disparou contra o VAR na tarde de hoje após a derrota por 2 a 1 para o Botafogo, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. Ele se irritou com o pênalti marcado em lance que a bola bateu no braço do zagueiro Igor Rabello. Por conta do lance, informou que o Galo enviará um ofício à CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

O executivo ficou irritado com a atuação do árbitro Braulio da Silva Machado (FIFA/SC) no jogo ocorrido no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

"Eu não gosto de falar depois dos jogos. Gostaria de dizer ao comandante da arbitragem nacional que há equívocos aceitáveis e inaceitáveis. Toda a vez que se deixa interpretação, o resultado é diferente. Eu não vi pênalti do Igor Rabello. Uma coisa é interpretação, outra é erro que interfere no resultado do jogo. Em um lance, do Grêmio contra o Athletico-PR, ele interpretou diferente. Porque ele não revisou o lance do Carli?".

O diretor de futebol não foi o único a disparar contra a arbitragem. O técnico Rodrigo Santana também fez críticas à forma de atuar do árbitro e endossou as declarações do chefe do departamento de futebol.

"O máximo que a gente consegue fazer é a reclamação, mandar ofício. Eu não gostaria de tocar nesse assunto, mas é inevitável. Se foi pênalti do Igor, foi pênalti do Carli, foi pênalti do Grêmio no Athletico-PR. Mudou a direção da bola, teve vantagem para o defesor, então foi pênalti para a gente", comentou.

Futebol