PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Mbappé, Koundé e brasileiro: os alvos do Real Madrid no Mercado da Bola

Mbappé é o principal alvo do Real Madrid nesta janela de transferências - FRANCK FIFE/AFP
Mbappé é o principal alvo do Real Madrid nesta janela de transferências Imagem: FRANCK FIFE/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

11/06/2021 04h20

O Real Madrid entra na janela de transferências da temporada 2021/22 com a nítida sensação de que está encerrando um ciclo e, consequentemente, dando início a uma nova fase da sua existência.

Depois de cinco temporadas e meia (interrompidas por menos de dez meses entre 2018 e 2019), a equipe espanhola não terá mais Zinédine Zidane no seu banco de reservas. Parte do elenco que emendou três títulos europeus sob comando do francês também está indo embora.

Nesse novo tempo, caberá ao veterano treinador italiano Carlo Ancelotti (tirado do Everton) a missão de reconstruir o time mais vitorioso da história do futebol. Os planos são ousados e preveem a chegada, ao longo dos próximos anos, de algumas das maiores estrelas da atualidade.

Quem chega?

O maior objetivo do projeto de reconstrução do Real não é segredo para ninguém. O presidente Florentino Pérez pretende reviver a era dos "galácticos" e reunir os dois principais protagonistas jovens do futebol mundial, Kylian Mbappé e Erling Haaland.

Como o plano de contratar o centroavante norueguês ficou para a o próximo ano, quando sua multa rescisória poderá ser ativada, a obsessão desta janela é mesmo acertar a chegada do astro da seleção francesa.

De acordo com o jornal "As", Mbappé e o Real já têm um acerto verbal para que a transação seja efetuada após a Eurocopa. Falta apenas aos espanhóis viabilizar uma proposta que seja suficiente para convencer o Paris Saint-Germain a abrir mão de sua estrela.

Outro nome que pode reforçar o sistema ofensivo merengue na próxima temporada é o brasileiro Richarlison. Segundo a "Football Insider", a contratação do brasileiro foi um pedido pessoal de Ancelotti, que trabalhou com o jogador no Everton.

A retaguarda do Real também terá novos jogadores no segundo semestre. O principal deles, o austríaco David Alaba, já foi anunciado. O defensor foi contratado em uma transação "sem custos", já que seu contrato com o Bayern de Munique chegou ao fim.

Mas os madridistas ainda buscam um outro atleta para atuar ao lado do reforço em sua nova dupla de zaga titular. O favorito para a função é o francês Jules Koundé, destaque do Sevilla. A proposta merengue deve girar em torno de 50 milhões de euros (R$ 307,2 milhões). Caso o negócio não saia, o espanhol Pau Torres, do Villarreal, é o plano B.

Quem sai?

A preocupação do Real em reformular seu miolo de zaga tem tudo a ver com a indefinição sobre o futuro dos seus atuais titulares do setor: o veterano Sergio Ramos e o francês Raphaël Varane.

Enquanto o capitão merengue está no último mês do seu contrato e ainda não chegou a um acordo com a diretoria a respeito de uma possível renovação, Varane tem dados indícios de que gostaria de mudar de ares na próxima temporada e pode ser utilizado no projeto de contratação de Mbappé.

A equipe da capital espanhola tem dois planos para o seu camisa 5: oferecê-lo ao PSG como parte do pagamento pelo desejado atacante ou negociá-lo com algum clube inglês por até 80 milhões de euros (R$ 491 milhões) para assim engordar a proposta por sua prioridade nesta edição do Mercado da Bola.

Para juntar dinheiro para contratar Mbappé, o Real colocou boa parte do seu "elenco à venda". Com exceção de algumas peças consideradas essenciais para o presente (como Karim Benzema) ou para o futuro (casos dos brasileiros Vinícius Júnior e Éder Militão), quase todos os jogadores merengues estão à disposição para ouvir propostas e fazer as malas caso recebam uma oferta vantajosa.

Um desses negociáveis é o lateral esquerdo Marcelo. Segundo o jornal "Marca", o clube deseja a todo custo se livrar do brasileiro por causa do seu alto salário (8 milhões de euros por ano, ou R$ 50 milhões), mas o camisa 12 tem batido o pé e afirmado que pretende cumprir o último ano do seu contrato antes de ir embora.

Quem volta?

Dos jogadores que o Real emprestou a outros clubes na temporada passada e que podem retornar a Madri no segundo semestre, o que mais mexe com as emoções da torcida é Gareth Bale.

Foi durante a primeira passagem de Ancelotti pelo clube (2013 a 2015) que o astro galês viveu seus melhores momentos com a camisa merengue. E, de acordo com a imprensa espanhola, isso faz com que o técnico italiano acredite que possa recuperar o jogador.

Bale está com a carreira em baixa. Na última temporada, mesmo cedido ao Tottenham, passou a maior parte do tempo sentado no banco de reservas. De acordo com o diário "Marca", há até mesmo a chance de o meia-atacante anunciar a aposentadoria depois da Euro.

Além do galês, o Real tem várias outras opções ofensivas voltando de empréstimo (Luka Jovic, Brahim Díaz, Dani Ceballos, Martin Odegaard e Takefusa Kubo), mas é pouco provável que algum deles seja realmente aproveitado. O mais provável é que eles sejam negociados para fazer caixa ou eventualmente oferecidos como moeda de troca em alguma transação que interesse aos madridistas.