PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Rafael Reis

Por onde andam 7 astros estrangeiros que quase jogaram no Brasil?

Drogba é um dos maiores ídolos da história do Chelse a quase jogou no Corinthians - Matt Dunham/AP Photo
Drogba é um dos maiores ídolos da história do Chelse a quase jogou no Corinthians Imagem: Matt Dunham/AP Photo
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

02/12/2020 04h20

Com alguma frequência, o futebol brasileiro é chacoalhado por rumores de que um clube daqui está interessado na contratação de algum astro internacional, normalmente já em fim de carreira, que passou por algumas das equipes mais importantes da Europa.

Essas transações raramente acabam se concretizando (o holandês Clarence Seedorf, que jogou no Botafogo entre 2012 e 2014, é a mais famosa exceção), mas movimentam bastante os torcedores, a imprensa e as redes sociais.

Por isso, o "Blog do Rafael Reis" relembra abaixo sete estrelas estrangeiras que negociaram com equipes brasileiras nas últimas décadas e mostra o que cada uma delas anda atualmente fazendo da vida.

DIDIER DROGBA
Ex-atacante
42 anos
Marfinense

Quarto maior artilheiro da história do Chelsea (164 gols) e um dos nomes mais importantes da história do futebol africano, o marfinense negociou com o Corinthians no começo de 2017 e chegou a ser dado como reforço certo por alguns jornalistas e dirigentes. No entanto, Drogba rejeitou a proposta alvinegra e foi passar os últimos anos de sua carreira no Phoenix Rising, franquia em que ele é sócio minoritário e que disputa o equivalente à segunda divisão do futebol dos Estados Unidos. Aposentado desde o fim de 2018, o ex-atacante desenvolve um sólido trabalho social na luta contra a fome na África, tentou ser candidato à presidência da Federação Marfinense de Futebol (sua chapa foi barrada) e está participando de um curso ofertado pela Uefa para ex-jogadores desenvolverem habilidades no pós-carreira.

MARIO BALOTELLI
Atacante
30 anos
Italiano

Mario Balotelli - Daniele Mascolo/Reuters - Daniele Mascolo/Reuters
Imagem: Daniele Mascolo/Reuters

Famoso pelos problemas extracampo, o ex-atacante de Milan, Inter de Milão, Liverpool e Manchester City teve um namoro que quase virou casamento com o Flamengo no meio do ano passado. Na época, porém, Balotelli optou por retornar à Itália e jogar no Brescia, clube da região onde passou a infância e parte da adolescência. Só que a experiência foi muito errada. O atacante sofreu com racismo, brigou com a diretoria, foi afastado do elenco e acabou rebaixado para a segunda divisão do Calcio. Sem disputar uma partida oficial desde 9 de março, Balotelli está novamente sendo sondado por uma equipe brasileira, o Vasco.

NICOLAS ANELKA
Ex-atacante
41 anos
Francês

Anelka - Oliver Weiken-19.jun.2010/EFE - Oliver Weiken-19.jun.2010/EFE
Imagem: Oliver Weiken-19.jun.2010/EFE

Em 2014, o então presidente do Atlético-MG e hoje prefeito reeleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, postou em seu perfil no Twitter a seguinte mensagem "Anelka é do Galo". A frase viralizou e se tornou um meme utilizado até hoje para sacanear os torcedores atleticanos porque o ex-atacante francês, que defendeu Real Madrid, Arsenal, Chelsea e Manchester City ao longo da carreira, jamais chegou a desembarcar em Minas Gerais. Seis anos depois do negócio furado, Anelka vem dando os primeiros passos em uma nova carreira fora das quatro linhas. Desde 2018, ele é técnico nas categorias de base do Lille, um time de alto de tabela do futebol francês.

JUAN ROMÁN RIQUELME
Ex-meia
42 anos
Argentino

Riquelme - Santiago Rios/Latin Content/Getty Images - Santiago Rios/Latin Content/Getty Images
Imagem: Santiago Rios/Latin Content/Getty Images

Lenda do Boca Juniors, clube pelo qual conquistou seis títulos argentinos e três edições da Libertadores, o ex-camisa 10 teve vários namoricos com o futebol brasileiro durante sua trajetória nos gramados. A mais quente dessas relações aconteceu no começo de 2013, quando o então presidente do Palmeiras, Arnaldo Tirone, declarou, após o rebaixamento do clube paulista para a Série B do Brasileiro, que tinha negociações avançadas com o astro argentino. Cruzeiro e Fluminense também chegaram a tentar a contratação de Riquelme, mas, assim como os palmeirenses, nada conseguiram. Mesmo depois da aposentadoria, o ex-jogador continua intimamente ligado ao Boca e, há um ano, assumiu a vice-presidência do clube.

ALESSANDRO DEL PIERO
Ex-atacante
46 anos
Italiano

Del Piero - Wikimedia Commons - Wikimedia Commons
Imagem: Wikimedia Commons

Campeão mundial com a seleção italiana em 2006 e recordista histórico de jogos (705) e gols (290) pela Juventus, o atacante foi sondado por Palmeiras e Flamengo no começo de 2013. Na época, Del Piero estava se aventurando no futebol da Austrália (Sydney FC), onde permaneceu até meados 2014. Depois, ele ainda jogou por alguns meses no Delhi Dynamos, da Índia, até pendurar de vez as chuteiras. Atualmente, Del Piero vive durante a maior parte do ano nos Estados Unidos, onde administra um restaurante italiano chamado "Nº10", referência à camisa que vestiu durante a maior parte da carreira, em Los Angeles.

LUKAS PODOLSKI
Atacante
35 anos
Alemão

Lukas Podolski - Julian Finney/Getty Images - Julian Finney/Getty Images
Imagem: Julian Finney/Getty Images

O atacante alemão caiu nas graças da torcida do Flamengo durante a Copa do Mundo-2014, disputada aqui no Brasil. Na época, Podolski falou bastante do clube carioca e até utilizou a camisa rubro-negra em algumas oportunidades. Essa identificação tornou o ex-Arsenal, Bayern de Munique e Inter de Milão um alvo frequente de investidas da equipe do Rio. O rumor mais recente surgiu no começo deste ano, quando Podolski rompeu com o Vissel Kobe, do Japão. Mas seu destino não foi o futebol brasileiro. Ele acabou assinando contrato até junho de 2021 com o Antalyaspor, que joga o Campeonato Turco.

YAYA TOURÉ
Meia
37 anos
Marfinense

Yaya Touré - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Pouco depois de contratar o japonês Keisuke Honda, no começo do ano, a diretoria do Botafogo se empolgou e foi atrás também do ex-jogador de Barcelona e Manchester City. O Vasco curtiu a ideia e foi outro clube brasileiro que procurou Yaya Touré. Só que o marfinense recusou os dois projetos e preferiu continuar desempregado. Mesmo sem atuar desde novembro de 2019, quando estava na segunda divisão chinesa, o meia ainda é oficialmente um jogador em atividade que está buscando uma nova oportunidade profissional. Para manter a forma, ele vem treinando desde o meio do ano no Leyton Orient, da quarta divisão da Inglaterra.