PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Aos 21, Mbappé pode virar o mais jovem campeão de Champions e Copa do Mundo

Mbappé está a um jogo se tornar o mais jovem campeão dos 2 maiores torneios de futebol do planeta - Reprodução
Mbappé está a um jogo se tornar o mais jovem campeão dos 2 maiores torneios de futebol do planeta Imagem: Reprodução
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

20/08/2020 04h20

Precocidade é a palavra de ordem para Kylian Mbappé. Aos 16 anos, ele estreou como profissional no Monaco. Com 18, conduziu o modesto time francês até as semifinais de uma Liga dos Campeões e protagonizou a segunda transferência mais cara da história do futebol. E o título da Copa do Mundo veio meses antes do seu 20º aniversário.

Agora, o camisa 7 do Paris Saint-Germain está a apenas um jogo de se tornar o jogador mais jovem de todos os tempos a se sagrar campeão das duas competições mais importantes e badaladas da modalidade.

No domingo, quando enfrentar o Bayern de Munique na decisão da temporada 2019/2020 da Champions, o atacante francês terá 21 anos, oito meses e três dias. E, se levantar a taça, fará história mais uma vez em sua ainda curta carreira.

Afinal, nunca um jogador tão novo conseguiu colocar no currículo os títulos da Liga dos Campeões e do Mundial de seleções.

O recorde atual pertence ao volante espanhol Sergio Busquets, que foi campeão europeu de clubes pela primeira vez com o Barcelona quando tinha 20 anos e venceu a Copa de 2010 aos 21 anos, 11 meses e 25 dias.

E, apesar de ambos terem sido titulares nas duas conquistas, o protagonismo de Mbappé em PSG e seleção francesa é bem maior do que o tamanho do papel que Busquets desempenhava no Barça e na seleção espanhola há uma década.

Em 2018, o francês levou o prêmio de melhor jovem da Copa, teve uma atuação de gala nas quartas de final contra a Argentina e foi o jogador mais jovem a marcar um gol na decisão do torneio desde Pelé, em 1958.

Já no PSG que pode vencer a Champions, Mbappé é uma espécie de "jogador número 2 da equipe", que tem Neymar como maior astro. Na atual campanha europeia do time, ele já meteu cinco bolas nas redes e distribuiu seis assistências.

Dependendo do que fizer na decisão do torneio, o francês ainda pode beliscar uma indicação ao prêmio de melhor jogador do mundo e se tornar o mais jovem finalista da eleição da Fifa desde Lionel Messi, que tinha 20 anos quando subiu ao pódio pela primeira vez (foi terceiro colocado), em 2007.

O recorde de mais jovem eleito como craque do planeta Mbappé já não tem mais condições de buscar. A marca pertence ao brasileiro Ronaldo, vencedor de 1996, também com 20 anos.

Além do camisa 7, apenas outros dois jogadores do elenco parisiense já ganharam a Copa do Mundo, o zagueiro Presnel Kimpembe, reserva da França em 2018, e Julian Draxler, que atuou pela Alemanha em 2014. Neymar, o goleiro Keylor Navas e o meia argentino Ángel di María venceram a Liga dos Campeões por outros clubes.

PSG e Bayern decidem neste domingo, a partir das 16h (de Brasília), no estádio da Luz, em Lisboa, capital de Portugal, quem será o sucessor do Liverpool no posto de melhor equipe de futebol da Europa.

O clube francês busca seu primeiro título da Champions e a consagração de um projeto iniciado em 2011, quando foi comprado por um fundo de investimentos ligado ao governo do Qatar, que visava colocá-lo entre os times mais poderosas do planeta.

Já os bávaros, que fazem parte desse primeiro escalão da bola desde a "era Beckenbauer", lá na década de 1970, querem levantar a "Orelhuda" pela sexta vez. Eles ganharam a competição em 1974, 1975, 1976, 2001 e 2013.