PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Em baixa, Vinícius Júnior fica 60% pior em 2º ano no Real

Vinicius Junior, durante partida entre Real Madrid e Brugge, pela Liga dos Campeões - Jon Nazca /Reuters
Vinicius Junior, durante partida entre Real Madrid e Brugge, pela Liga dos Campeões Imagem: Jon Nazca /Reuters
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

26/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

O mínimo que se espera de um jogador de pouca idade e que está dando os primeiros passos de sua carreira é que ele consiga evoluir ano após ano, certo?

Mas não é isso o que tem acontecido com Vinícius Júnior. Em sua segunda temporada pelo Real Madrid, o garoto de 19 anos não apenas deixou de subir um degrau, como viu seu desempenho em campo despencar.

Por isso, o atacante brasileiro não foi relacionado para a partida contra o Valladolid, hoje, que pode colocar a equipe merengue na liderança do Campeonato Espanhol.

Um dado que deixa bastante clara essa queda de desempenho é a participação do jogador em jogadas que terminaram com a bola na rede.

Nesta primeira metade da temporada 2019/20, Vinícius Júnior participou ativamente de apenas três gols da equipe espanhola. Dois foram marcados por ele mesmo (contra Osasuna e Brugge). Além disso, ele deu uma assistência ante o Levante.

Como esteve em campo durante 853 minutos, isso significa que ele conseguiu produzir algo que movimentou o placar das partidas que disputou a cada 284 minutos.

Essa marca é bem inferior à do primeiro ano de Vinícius em Madri. Mesmo mais jovem, menos inexperiente e tendo que se adaptar a um estilo de jogo diferente do futebol brasileiro, o camisa 25 criou um gol a cada 116 minutos em sua temporada de estreia.

Considerando apenas os jogos em que atuou pela equipe principal do Real e excluindo as cinco partidas em que defendeu o Castilla, o ex-Flamengo fez três gols e deu 12 passes para seus companheiros durante 1.742 minutos em 2018/19.

Essa perda cerca de 60% de produtividade fez a imagem de Vinícius Júnior junto ao torcedor madrileno mudar radicalmente: em menos de um ano, ele deixou de ser o garoto encantador que era uma certeza de craque do futuro para virar um grande ponto de interrogação.

O técnico Zinédine Zidane também acompanhou essa mudança de espírito. O garoto brasileiro começou a temporada como titular, depois começou a se alternar entre a escalação e o banco e, agora, mesmo com lesões de Gareth Bale e Eden Hazard, normalmente só tem sido usado nos minutos finais das partidas importantes.

O ex-santista Rodrygo, que chegou ao Real nesta temporada e tem a mesma idade de Vinícius, já lhe superou na hierarquia do treinador francês e vem sendo bem mais utilizado nas últimas rodadas do Espanhol.

Resta à cria do Fla ser mais produtivo nas chances que receber, recuperar a confiança da torcida e convencer Zidane de que ele pode sim ser útil à equipe.

O Real ocupa a vice-liderança do Espanhol, com os mesmos 43 pontos do Barcelona, que já jogou e perdeu na 21ª rodada. Por isso, basta um empate contra o Valladolid para assumir o topo da classificação.

VINÍCIUS JR. NO REAL MADRID

Temporada 2018/19
Jogos: 31
Minutos em campo: 1.742
Gols: 3
Assistências: 12
Média: participou de 1 gol a cada 116 minutos

Temporada 2019/20
Jogos: 19
Minutos em campo: 853
Gols: 2
Assistências: 1
Média: participou de 1 gol a cada 284 minutos

Rafael Reis