PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Rafael Reis


Como Cristiano Ronaldo "renasceu" na Juventus após bombardeio de críticas

Cristiano Ronaldo comemora gol da Juventus sobre o Parma pelo Campeonato Italiano - Marco Bertorello/AFP
Cristiano Ronaldo comemora gol da Juventus sobre o Parma pelo Campeonato Italiano Imagem: Marco Bertorello/AFP
Rafael Reis

Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina e mestre em comunicação pela Fundação Cásper Líbero, foi repórter da Folha de S. Paulo por nove anos e mantém um blog sobre futebol internacional no UOL desde 2015.

24/01/2020 04h00

Classificação e Jogos

"Já faz um tempo que Cristiano Ronaldo se arrasta pelo campo. Ele deve ter a humildade de entender que, em uma certa idade, é mais importante descansar do que brincar". "A verdade é que o Ronaldo não dribla um adversário há três anos."

As declarações acima foram dadas há apenas dois meses por Nicola Amoruso, ex-atacante da Juventus, e pelo ex-treinador e hoje comentarista esportivo Fabio Capello, respectivamente.

Mas, para os torcedores da Velha Senhora, as críticas ao desempenho do pentacampeão do prêmio de melhor jogador do mundo (2008, 2013, 2014, 2016 e 2017) parecem ser coisa do século passado.

Nos últimos 60 dias, o veterano de 34 anos calou todas as bocas que o acusavam de estar perdendo qualidade física e técnica por causa da idade. Foram nada menos que 12 gols em nove partidas. De quebra, recolocou a Juventus na liderança do Campeonato Italiano.

O camisa 7 balançou as redes em todas as últimas sete rodadas do Calcio. Além disso, anotou um hat-trick no período, registrado na goleada por 4 a 0 sobre o Cagliari. Desde o fim de novembro, ele só passou em branco em um jogo, a derrota por 3 a 1 para a Lazio, pela Supercopa.

Com a "ressurreição" nos últimos dois meses, CR7 voltou a ocupar o papel que lhe cabe: o de principal jogador do futebol italiano na atualidade.

De acordo com o "WhoScored", site que avalia a performance dos jogadores a partir das estatísticas do jogo, o astro da Juve já é o craque da Serie A nesta temporada, com nota 7,92 - Ciro Immobile, da Lazio, ocupa a segunda colocação, com 7,85.

Ronaldo também lidera os rankings de finalizações, com média de 5,8 chutes a gol por partida, e de vitórias em eleições de craque do jogo, com sete, mesma marca de Immobile.

O centroavante da Lazio é ainda o único jogador à frente do português na tabela de artilheiros da competição nacional: tem 23 gols e lidera a Chuteira de Ouro continental, enquanto Ronaldo tem 16.

Contratado por 117 milhões de euros (R$ 540 milhões, na cotação atual) pela Juventus depois de ganhar tudo no Real Madrid, Ronaldo realmente ficou devendo nos primeiros meses de sua segunda temporada na Itália.

O camisa 7 fez apenas dois gols na fase de grupos da Liga dos Campeões da Europa e só meteu cinco bolas nas redes nas primeiras 13 rodadas do seu campeonato nacional. Nesse período, chegou a ser substituído por critérios técnicos no clássico contra o Milan, algo raríssimo em sua carreira.

Mas tudo mudou nos últimos 60 dias. Cristiano Ronaldo voltou a ser Cristiano Ronaldo, o velho e o bom.

Atual octacampeã italiana, a Juventus tem 51 pontos nesta temporada, quatro a mais que a Inter de Milão. No domingo, visita o Napoli, que anda mal das pernas. Já na Champions, a equipe bianconera enfrenta o Lyon nas oitavas de final.

Rafael Reis