PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Absurdo: dirigente do Fla pega coronavírus, voa com o time e jogo é mantido

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

14/03/2020 11h50

Maurício Gomes de Mattos é um dos vice-presidentes do Flamengo. No início do mês ele esteve na Espanha com outro vice, Gustavo Oliveira, de marketing e comunicação, e o presidente do clube, Rodolfo Landim, na Espanha. O trio visitou Barcelona e Real Madrid. Eles se reuniram com pessoas dos dois gigantes do futebol espanhol e de lá seguiram para a Colómbia.

Em Barranquilla, no dia 4, o Flamengo enfrentou o Junior em sua estreia pela Copa Libertadores. Maurício, ou MGM como é conhecido, esteve com a delegação, cumprimentou vários e voltou ao Rio de Janeiro após a vitória por 2 a 1 no voo fretado do clube. Foram mais de seis horas dentro de uma aeronave onde estavam os atletas e demais integrantes do departamento de futebol.

Uma semana depois surgiu a notícia de que MGM contraiu o coronavírus. Na manhã dessa sexta-feira o blog conversou com o dirigente pelo telefone e ele estava aguardando o exame que confirmaria tal resultado. Ele saiu horas mais tarde e deu positivo. Os jogadores do Flamengo passaram pelo mesmo teste, mas o resultado não sairá antes do jogo marcado para hoje, sábado.

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FFERJ) mantém a realização da partida, com portões fechados, sem saber se no time rubro-negro há alguém com o coronavírus. Os atletas deverão ir a campo possivelmente expostos ao risco, tanto do Flamengo como da Portuguesa, assim como os demais profissionais que com eles terão contato.

O presidente da Federação, Rubens Lopes, chefiou a delegação rubro-negra na viagem à Colômbia e esteve em contato com o dirigente que contraiu o vírus. Ele também voltou ao Brasil no avião fretado pelo Flamengo após o jogo pela Libertadores em Barranquilla, e até o começo da tarde deste sábado não se manifestou a respeito.

Apuramos que o Flamengo espera uma definição da Federação, mas a ela não chegou a fazer qualquer pedido de adiamento do cotejo. Ao blog, a FFERJ respondeu que está seguindo orientações do Ministério da Saúde e órgãos governamentais. Além disso, que tem reunião marcada para segunda-feira com o Sindicato dos Atletas. Por que não hoje ou ontem, é a pergunta.

Mauro Cezar Pereira