PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Renan Dal Zotto apresenta melhora contínua e é extubado

Renan Dal Zotto - Divulgação/FIVB
Renan Dal Zotto Imagem: Divulgação/FIVB
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

24/04/2021 12h44

O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Renan Dal Zotto, foi extubado na manhã deste sábado (24), depois de cinco dias intubado com covid em um hospital do Rio de Janeiro. O treinador segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas a melhora no seu quadro clínico vem animando os médicos.

Em boletim médico soltado há pouco, o Hospital Samaritano informou que o estado de saúde de Renan é "estável". Já a esposa de Renan, que tem enviado diariamente a amigos e familiares uma mensagem de áudio que costuma circular na comunidade do vôlei, disse desta vez que ele está meio sonolento e que deve seguir sedado o resto do dia.

De acordo com ela, a saturação está boa e Renan não poderia estar melhor do que está para quem estava intubado com pneumonia bacteriana como ele. Se tudo der certo, amanhã o treinador já estará conseguindo interagir com outras pessoas.

Renan Dal Zotto, precisou ser operado de forma emergencial na segunda-feira à noite por conta de uma trombose arterial aguda. Ele foi submetido a cateterismo em uma veia e uma artéria da região pélvica, uma vez que os exames de rotina identificaram coágulos sanguíneos na região de dois catéteres.

Havia preocupação dos médicos quanto a essa cirurgia, mas ele reagiu bem nos dias seguintes. Apesar da hidratação constante, necessária para recuperação da trombose, não foi detectado líquido no pulmão dele. No fim, a cirurgia foi considerada um sucesso.

Além de Renan, o vôlei também tem o vice-presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Radamés Lattari, internado com o covid. Radamés, que também treinou a seleção, foi extubado há uma semana e segue internado no Hospital Vitória, no Rio, em recuperação, já livre de risco. A expectativa é de que ele tenha alta a partir do dia 30.