PUBLICIDADE
Topo

Danilo Lavieri

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Procura-se Canarinho: seleção brasileira faz tour asiático sem sua mascote

Canarinho Pistola participa da festa da torcida brasileira em Kazan. Ele era sucesso absoluto na Copa de 2018 - Danilo Lavieri/UOL
Canarinho Pistola participa da festa da torcida brasileira em Kazan. Ele era sucesso absoluto na Copa de 2018 Imagem: Danilo Lavieri/UOL
Danilo Lavieri

Danilo Lavieri começou a carreira em 2008 e trabalha com futebol desde 2010. Já cobriu Copa, Olimpíada, escreveu a biografia do goleiro Marcos (Nunca Fui Santo) e ganhou prêmio de furo do ano da Aceesp em 2019.

Colunista do UOL

30/05/2022 04h00

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido

Uma das melhores invenções dos últimos tempos do marketing da CBF não veio para a Ásia, onde a seleção joga nos próximos dias 2 e 6 e está concentrada desde o dia 26 de maio. O Canarinho Pistola não marcará presença com a seleção brasileira durante os jogos na Coreia do Sul e no Japão. E ninguém explica o motivo.

O passarinho com cara de bravo foi uma das poucas coisas da Amarelinha que caiu no gosto popular em meio à tanta resistência no povo por conta dos problemas que a convocação traz aos clubes e por jogar nos lugares mais remotos do mundo. Falta identificação e ele era um pouco que restava.

Criada pouco antes da Copa do Mundo de 2018, a mascote foi sucesso absoluto na Rússia e durante toda a campanha da seleção de lá para cá. Ganhou sua versão em bichinho de pelúcia, virou personagem de jogo virtual e era personagem certo nos pontos turísticos de cada cidade que o Brasil visitava. Até mesmo entre os jogadores ele era sucesso, sendo alvo de piadas e brincadeiras.

Neymar e Philippe Coutinho fazem pegadinha com Canarinho Pistola em treino da seleção - Pedro Martins / MoWA Press - Pedro Martins / MoWA Press
Neymar e Coutinho brincam com Canarinho
Imagem: Pedro Martins / MoWA Press

Na Coreia, ele já poderia ter feito o city tour ao lado de Neymar e companhia, com direito até a ida a um parque de diversão. A cada saída da seleção do treino em Seul, ele seria ovacionado pelos empolgados coreanos que acompanham a seleção em cada vez número maior.

Foi uma chance desperdiçada de reforçar a sua identidade em um povo que se revela a cada dia mais apaixonado pela amarelinha. No Japão, por conta de regras sanitárias, a aparição poderia ser mais limitada, mas nos 10 dias de Coreia ele seria um personagem fundamental.

Canarinho Pistola tira foto no anúncio de Lorenzo como diretor de marketing da seleção - Divulgação - Divulgação
Lorenzo e Canarinho tiram fotos na CBF
Imagem: Divulgação

Um dos idealizadores do Canarinho foi Gilberto Ratto. O agora ex-diretor de marketing foi demitido da CBF com a mudança na presidência. Há quem diga que o sumiço da mascote tem relação com a mudança de poder.

No momento, o espanhol Lorenzo Perales é quem está no comando. Curiosamente, ele apareceu em foto ao lado do Canarinho. Ninguém na delegação da seleção na Ásia explica o sumiço.

Siga também as opiniões de Danilo Lavieri no Twitter, no Instagram e no TikTok