PUBLICIDADE
Topo

Eduardo Bolsonaro rebate Boulos: 'Não debato com invasores de propriedade'

Deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) rebateu Guilherme Boulos (Psol), pré-candidato ao mesmo cargo - Nilson Bastian/Câmara dos Deputados
Deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) rebateu Guilherme Boulos (Psol), pré-candidato ao mesmo cargo Imagem: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/03/2022 14h48Atualizada em 22/03/2022 17h23

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) rebateu o pré-candidato pelo mesmo cargo Guilherme Boulos após o psolista dizer que duvidaria que Eduardo compareceria a um debate, pois o apelido do parlamentar é "bananinha".

Hoje, o filho 03 do presidente Jair Bolsonaro (PL) disparou que não debateria "com invasores de propriedade alheia [e] sanguessugas que defendem drogas". Boulos rapidamente se posicionou sobre as acusações e disparou uma tréplica: "machões de Internet e covardes na hora do debate cara a cara".

Ontem, durante o UOL News, Boulos convidou o político para um debate, mas na sequência disparou: "Como o apelido dele é 'bananinha', duvido que ele tope".

"Eduardo Bolsonaro foi o deputado mais votado em São Paulo em 2018. Não podemos deixar que isso se repita. São Paulo precisa mandar uma mensagem de derrota ao Bolsonaro na Presidência e a seu filhote. Se ele quiser, inclusive, debater comigo em praça pública, estou aqui, na hora e lugar que ele escolher", afirmou Boulos ontem.

Eduardo foi até o Twitter para rebater o pré-candidato e, além de colocar um print da entrevista que Boulos deu ao UOL, adicionou outras imagens de reportagens envolvendo o psolista.

"Não priorizo votos, mas sim o Brasil: reeleger Pr. [presidente] Bolsonaro, aumentar base parlamentar conservadora e combater terroristas vagabundos", afirmou o filho do chefe do Executivo.

E o parlamentar completou: "Sou policial e não debato com invasores de propriedade alheia, sanguessugas que defendem drogas, exploram miseráveis e lucram com bens roubados".

Boulos faz tréplica

Minutos depois da postagem de Eduardo, Boulos publicou uma tréplica ao parlamentar e, inclusive, citou o presidente Bolsonaro.

"São sempre assim: machões de Internet e covardes na hora do debate cara a cara. O pai já fugiu em 2018, o irmão desmaiou. Não esperava outra coisa de você, Bananinha", disparou o pré-candidato, que desistiu de ser o candidato do Psol ao governo de São Paulo.

O psolista ainda reafirmou o convite de debater com o parlamentar.