Desenvolvedor brasileiro traz Zumbi dos Palmares para o Fortnite

Zumbi dos Palmares foi um líder guerreiro que lutou no Quilombo dos Palmares contra a ofensiva de portugueses e holandeses que tentavam destruir o local, que era abrigo para escravizados refugiados.

A história de luta e que é um forte símbolo do movimento negro e de questões raciais avançou para o mundo digital. Uma parceria entre a Preta Hub e a Salve Games deu vida a um mapa do "modo criativo" do jogo Fortnite e bateu recorde de jogadores este ano, com mais de 44 milhões, de acordo com informações divulgadas pela própria empresa.

Jogadores podem defender o Quilombo dos Palmares

O mapa é uma criação independente e sem relação direta com a Epic Games (desenvolvedora do jogo), e foi criado em uma modalidade aberta para todos os usuários, que podem desenvolver um modo criativo de construção de mapa e depois disponibilizá-lo à comunidade global de jogadores.

No jogo, que funciona com a lógica de battle royale, gênero que une elementos de exploração, sobrevivência e defesa de território, tem as dinâmicas usadas para recriar e protagonizar a luta de Zumbi dos Palmares.

Comecei a fazer games no ano passado e a entender as mecânicas do game como linguagem. Com o Fortnite sendo um dos grandes expoentes desse mercado, pensei que poderia usar uma das mecânicas tradicionais do jogo, que é defender um território, junto com a história de Zumbi. Alexandre de Maio, desenvolvedor de games e diretor da Salve Games, em entrevista para Ecoa

"Tive a ideia de criar um projeto chamado Brasil Real, que trouxesse para o game um jeito de recontar a história do Brasil. Queria colocar o jogador ao lado de um personagem que estava defendendo as terras onde vivia e onde depois se tornaria o Brasil", continua.

Além de Zumbi dos Palmares, é possível encontrar Dandara no modo criativo criado
Além de Zumbi dos Palmares, é possível encontrar Dandara no modo criativo criado Imagem: Reprodução.

Na gameplay, o jogador luta com armas como arcos e garruchas e pode contar com o apoio não só do personagem Zumbi dos Palmares, que homenageia o líder o histórico, como também de Dandara, companheira do guerreiro. Ambos são NPCs (non-player characters, ou personagens não jogáveis).

Continua após a publicidade

O jogo vai ser online e multijogador e eles [os jogadores] podem se unir para defender Palmares da ação de invasores. Dandara e Zumbi ajudarão a conquistar essa vitória no jogo, dando itens de cura, novas armas e ajudando a vencer a guerra. Alexandre de Maio

Uma nova forma de contar a história do Brasil

Para Alexandre de Maio, essa é uma forma de recontar a história do Brasil por meio do videogame e tornar o conhecimento da história ainda mais atrativo para esses jogadores.

Além da inspiração histórica, o desenvolvedor visitou com a equipe o local onde era o Quilombo dos Palmares, em Alagoas, e validou o conceito e a estética com um historiador.

Para Alan Richard da Luz, designer e doutor em videogame pela FAU-USP, a iniciativa é fundamental para derrubar estereótipos sobre a cultura brasileira.

"É clara a importância de termos elementos fundantes de nossa cultura difundidos globalmente. Quanto mais suportes a esses personagens aparecem, mais democrático seu acesso. E quanto mais acesso, mais essa história é preservada", diz Luz.

Continua após a publicidade

Game e história nas escolas

De acordo com o desenvolvedor, o mapa será aberto globalmente para comunidade em fevereiro de 2024 e ele pretende usar o projeto em eventos e escolas.

"Queremos levar para o ambiente da educação, usando o mapa no modo exploração, uma versão sem armas e sem confrontos, que irá atender essa versão educativa", conta o desenvolvedor.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes