Topo

Testes e lançamentos


Chevrolet lança versão de entrada do novo Onix Sedan na China por R$ 51 mil

Divulgação
Versão de entrada custa na China equivalente a R$ 51 mil e mantém motor 1.0 turbo com transmissão automática de 6 marchas Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-05-31T12:12:54

31/05/2019 12h12

Resumo da notícia

  • Opção mais simples é lançada por 89.900 yuans no país asiático
  • Onix Sedan de entrada mantém motor 1.0 turbo de 125 cv
  • Nova geração estreia em outubro no Brasil com carroceria de 3 volumes
  • Hatch chega ao país um pouco depois, na virada do ano

A nova geração do Chevrolet Onix, agora global, foi apresentada em abril no Salão de Xangai (China) inicialmente com carroceria sedã e na versão de topo Redline -- esportivada. Agora, a marca acaba de lançar naquele mercado a versão de entrada do compacto, que chega ao Brasil no fim deste ano com fabricação nacional, em Gravataí (RS).

A configuração mais simples do sedã compacto é chamada de Onix 325T em alusão ao código do motor 1.0 turbo de três cilindros. Com preço inicial de 89.900 yuans, valor que corresponde a cerca de R$ 51.000 na cotação atual, esse modelo chega com o atrativo de rodar até 20 km/l de gasolina, segundo o escritório chinês da Chevrolet.

Além dos faróis e do acabamento externo mais simples, o interior também é mais espartano, exibindo bancos de tecido, revestimentos escuros e o que chama mais a atenção: sistema de som com tela monocromática no lugar da tela multimídia tátil de oito polegadas.

Como na configuração Redline, o motor 1.0 turbo de três cilindros com injeção direta de gasolina rende 125 cv e 18,35 kgmf de torque. O câmbio é automático de seis marchas e a versão mais simples também conta com controles de tração e estabilidade.

No Brasil, teremos tecnologia flex, o que pode fazer o motor apresentar números um pouco diferentes de desempenho.

Divulgação
Cabine da versão mais simples tem bancos de tecido e som com tela monocromática no lugar da multimídia Imagem: Divulgação

No Brasil, unidades de teste com têm sido flagradas rodando com camuflagem e a GM já apresentou a versão nacional com carroceria sedã a jornalistas, também ainda disfarçada e sem mostrar o interior do veículo.

Conforme UOL Carros já antecipou, com informações do colunista Fernando Calmon, o novo Onix começa a ser produzido em série na unidade de Gravataí (RS) em novembro, chegando às concessionárias na virada do ano.

A versão sedã, por outro lado, chega antes: tem produção em larga escala começando em setembro na mesma fábrica, com lançamento previsto para outubro -- o modelo de três volumes vai trocar o nome Prisma para ser rebatizado como Onix Sedan, nomenclatura mundial.

Aliás, o novo Onix deixa de ser um carro regional para virar global, formando uma família de veículos projetada e construída sobre a nova plataforma modular criada em parceria com chinesa SAIC, que prevê cinco variações de carroceria. Essa família inclui a próxima geração do Tracker, que chega em 2020 com fabricação nacional e não mais importado do México.

O desenvolvimento do novo Onix ficou a cargo das engenharias brasileira e chinesa da GM -- não por acaso, o compacto foi apresentado pela primeira vez no Salão de Xangai (China) em abril, na configuração sedã. A chegada da segunda geração do hatch e do sedã integra o já anunciado plano de lançar 30 carros no Brasil e região até 2022, incluindo a renovação de modelos já oferecidos e veículos inéditos.

Os novos Onix e Onix Sedan devem conviver com a geração atual, oferecida como opção de entrada.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Mais Testes e lançamentos