Topo

Salão de Genebra


Salão de Genebra: Jeep Renegade e Compass ganham versões híbridas plug-in

Potência combinada do Renegade plug-in chega a 240 cv - Divulgação
Potência combinada do Renegade plug-in chega a 240 cv
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/03/2019 10h02

Resumo da notícia

  • Renegade combina novo motor 1.3 turbo (que deve chegar ao Brasil em breve) com um elétrico; potência combinada é de 190 a 240 cv
  • SUV compacto pode rodar até 50 km apenas com eletricidade
  • Motorizações híbridas melhoram capacidades off-road da dupla

A Jeep não trouxe grandes novidades para o Salão de Genebra, mas mostrou dois lançamentos que podem interessar ao Brasil. São as versões híbridas plug-in de Renegade e Compass.

O Renegade combina o novo motor 1.3 turbo (que deve chegar ao mercado brasileiro nos próximos anos) com um motor elétrico, entregando uma potência combinada "na faixa de 190 a 240 cv", segundo a Jeep.

Com as baterias totalmente carregadas, o SUV compacto pode rodar até 50 km apenas com eletricidade, desde que não se ultrapasse a velocidade máxima de 130 km/h. Quanto ao desempenho, a Jeep informa aceleração de 0 a 100 km/h em aproximadamente 7 segundos.

Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL
Imagem: Ricardo Ribeiro/Colaboração para o UOL
No caso do Compass, a potência máxima combinada é de 240 cv. A fabricante afirma que o modelo "ainda está pendente de homologação", mas deve ter "desempenho bem similar ao do Renegade", que emite menos de 50 gramas de CO2 por quilômetro rodado.

Procurada pela reportagem de UOL Carros, a gerente de projeto do Renegade híbrido, Daniela Neto, afirmou que o projeto foi desenvolvido com foco na Europa. Porém, o SUV pode ser vendido caso haja demanda pelo produto no futuro.

Potência combinada do Compass deve chegar aos 240 cv - Divulgação
Potência combinada do Compass deve chegar aos 240 cv
Imagem: Divulgação

Poluem menos e andam melhor no off-road

Além de torná-los mais ecológicos, a Jeep afirma que as motorizações híbridas podem aprimorar as capacidades off-road da dupla. Segundo a montadora, isso acontece por conta do torque extra fornecido pelo motor elétrico nas rodas de trás. A tração 4x4 também trabalha melhor na versão plug-in, já que os eixos podem atuar de forma independente um do outro.

Visualmente, apenas um discreto logotipo "4x4-e" identifica os novos modelos. O bocal para plugar o carregador fica no mesmo lugar destinado ao tanque de combustível. Internamente, ambos trazem uma nova tela de TFT no centro do painel, que exibe informações referentes à autonomia e outros dados.

* Viagem a convite da Volkswagen AG

Salão de Genebra