PUBLICIDADE
Topo

Ferrari, Lamborghini e mais: por que Londres é a capital dos supercarros

Rafaela Borges/UOL
Imagem: Rafaela Borges/UOL
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colaboração para o UOL

24/02/2020 04h00

LaFerrari e Lamborghini Urus estão entre os carros mais desejados do mundo. O primeiro é um modelo limitado, que vem despertando entusiasmo entre os fãs de automóveis nos últimos anos. O outro é o carro que promoveu um upgrade nas vendas mundiais da Lamborghini - inclusive no Brasil. Onde é mais provável encontrar esses dois supercarros juntos?

Mônaco? Esse seria seu primeiro palpite? Antes de apurar os dados que exponho aqui, era o meu. Afinal, difícil é ver uma foto do principado sem uma supermáquina ao fundo.

E que tal Dubai? O local é um verdadeiro hotspot para bilionários que amam carros. Mas, tenho uma notícia para você. Se sua aposta é um desses dois lugares, você errou. Feio!

Fiz a diversas pessoas a seguinte pergunta: "com qual local do mundo você associa os supercarros (Ferrari, Lamborghini, Porsche, etc)?" A resposta foi quase unânime: Mônaco. Alguns disseram Itália. Outros, Dubai. Houve até quem respondesse Áustria.

Nenhuma dessas associações está incorreta. Porém, a capital dos supercarros é outra: a boa e velha Londres. Ao menos, na rede social de fotos mais popular do mundo: o Instagram.

Após divulgação de uma pesquisa do site de experiências de luxo Acitivity Superstore, Londres passou a ser conhecida mundialmente como a capital dos supercarros. O estudo mostra que, de todas as fotos de superesportivos publicadas no Instagram, a maior parte é em Londres.

Na rede social, já foram publicadas cerca de 150 milhões de imagens de supercarros, de acordo com a pesquisa. Dessas, 6 milhões são em Londres. É um número que supera Monte Carlo, além de Los Angeles e Moscou - locais em que também se pode ver máquinas sobre rodas aos montes.

Supercarros não estão em todos os lugares de Londres

Porsche - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Imagem: Rafaela Borges/UOL

Estive em Londres nos últimos dias de agosto do ano passado, e fiquei impressionada com a diversidade e quantidade de supercarros nas ruas.

Porém, diferentemente do que ocorre em Mônaco, por exemplo, eles não estão por todas as partes.

Em locais como Southwark ou Notting Hill, é tão comum ver supercarros como em qualquer outra cidade cosmopolita europeia - a exemplo de Milão, na Itália, Los Angeles, nos EUA, ou Paris, na França. Mas a coisa muda completamente quando se percorre outras regiões.

A maior concentração de supercarros está em Knightsbrigde, a região "ostentação" de Londres. Por lá, há a loja de alto luxo Harrods, a rua Sloane (que concentra as marcas mais sofisticadas do mundo), e hotéis requintados como o Bulgari e o Mandarin Oriental Hyde Park.

Pesquisa aponta regiões preferidas dos supercarros

Rolls Royce - Rafaela Borges/UOL - Rafaela Borges/UOL
Imagem: Rafaela Borges/UOL

A pesquisa da Activity Superstore confirma que Knightsbrigde é mesmo a região preferida de quem circula com supercarros por Londres. Logo atrás, está a área que fica exatamente ao lado, Belgravia.

Em seguida, aparece a Park Lane, uma das avenidas que contornam o Hyde Park - e separa o principal parque da cidade do aristocrático bairro de Mayfair. Por ali, estão diversos hotéis, como o Dorchester, que o levantamento aponto como aquele que mais concentra supercarros em seu estacionamento.

Oriente Médio contribui para a diversidade de supercarros

Percorrendo Londres, vi diversas máquinas raras de se fotografar em qualquer lugar do mundo. Chama a atenção o número de automóveis com placas de países do Oriente Médio. Com a ajuda da operação brasileira da Visit Britain, organização que tem o objetivo de promover o turismo no Reino Unido, desvendei as razões desse cenário.

Londres é uma das principais capitais financeiras do mundo. Sendo assim, é extremamente cosmopolita em todas as esferas, e lar de endinheirados de todo o mundo - especialmente do Oriente Médio e outros países da Ásia.

Há ainda os turistas provenientes desses países. Em agosto, é comum recorrerem a Londres para fugir do calor de suas regiões nesta época - verão no hemisfério Norte.

Por isso, o mês de agosto é considerado a alta temporada dos supercarros em Londres. Se eles já são muitos, ganham ainda mais número nessa época.

Guerra aos supercarros

Tirar fotos e observar de perto os supercarros em Londres é uma atitude totalmente natural. Eles já são atrações turísticas na cidade - e até mesmo entre os londrinos.

Seus donos não se sentem incomodados. Na maioria dos casos, até parecem gostar da atenção e da contemplação a seus supercarros. Eles (os carros) merecem.

Uma nota curiosa: em 2015, conselhos regionais dos bairros de Kensington e Chelsea, outras regiões nobres de Londres, estudaram criar uma lei para proibir barulhos excessivos, como os dos superesportivos.

A iniciativa não foi para frente. Os supercarros continuam circulando por lá. E fazendo muito barulho. Inclusive, muitos dos moradores da região são proprietários dessas máquinas.