PUBLICIDADE
Topo

Para superar acidente de 2017, Tuiuti leva paneleiros e Temer para Sapucaí

Do UOL, em São Paulo

12/02/2018 02h41

Depois de uma passagem trágica pela Sapucaí em 2017, com um acidente com sua última alegoria que causou a morte da radialista Liza Carioca, a Paraíso do Tuiuti levou um Carnaval de crítica social para a avenida na madrugada desta segunda-feira (12).

Com o enredo "Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?", sobre os 130 anos da Lei Áurea, a escola trouxe o tema para o presente no último setor do desfile, mostrando com muita ironia que a escravidão permanece até hoje, mas de forma diferente.

Ala com os "Guerreiros da CLT" - Bruna Prado/UOL - Bruna Prado/UOL
Ala "Guerreiros da CLT" fez uma crítica à reforma trabalhista promovida no ano passado
Imagem: Bruna Prado/UOL

O último carro representou um novo navio negreiro, com o presidente Michel Temer transformado em um "Vampiro Neo Liberalista", e batedores de panela (em referência aos protestos contra o governo do PT), também lembrados nas fantasias da ala "Manifestoches", com a característica camisa da seleção brasileira de futebol. A arquibancada respondeu à passagem da alegoria com gritos de "Fora, Temer".

As reformas trabalhista e da previdência foram criticadas em alas como a "Guerreiros da CLT", que também lembraram o trabalho precário em fazendas e confecções.

Michel Temer é um vampiro? - Mauro Pimentel/AFP - Mauro Pimentel/AFP
O presidente Michel Temer foi transformado em um "Vampiro Neo Liberalista"
Imagem: Mauro Pimentel/AFP

Nas partes anteriores da apresentação, a Tuiuti trouxe a escravidão propriamente dita, fazendo uma crítica de que a abolição não aconteceu de fato até hoje. A história contada pela escola começou na Antiguidade, no Egito, Babilônia e Síria, e a comissão de frente apresentou a vida na senzala.

No ano passado, apesar do acidente, a escola não foi rebaixada mesmo ficando em último lugar, depois que a Liesa (Liga Independente das Escolas de Samba) decidiu que nenhuma escola cairia para o grupo de acesso.