PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Vice-governador de SP prevê 'volta à normalidade' em 20 de agosto no estado

19.mar.2021 - Rodrigo Garcia (DEM), vice-governador de São Paulo, comanda coletiva de imprensa sobre a pandemia no Palácio dos Bandeirantes - Divulgação/Governo do Estado de São Paulo
19.mar.2021 - Rodrigo Garcia (DEM), vice-governador de São Paulo, comanda coletiva de imprensa sobre a pandemia no Palácio dos Bandeirantes Imagem: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

Do VivaBem, em São Paulo

27/07/2021 10h08Atualizada em 27/07/2021 11h27

Com o avanço na vacinação contra a covid-19, o vice-governador do estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), disse esperar uma "volta à normalidade" no final do próximo mês.

"O grande dia, 20 de agosto, [teremos] toda a população [adulta] com, no mínimo, a 1ª dose no braço. Isso nos dá uma perspectiva de ter o mês de setembro com maiores flexibilizações e uma avaliação de como continuar atentos a pandemia, mas voltando ao normal. A partir de 1 de agosto avançaremos ainda mais no plano SP [para a reabertura] e depois de 20 de agosto teremos uma nova realidade no Estado de São Paulo", declarou Garcia ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan.

Segundo o político, apesar do otimismo com a possibilidade de voltar à normalidade, ainda não é possível "baixar a guarda" com a doença.

"A gente espera uma volta à normalidade, [mas] é óbvio que a gente não pode baixar a guarda. A covid ainda está aí, a vacinação está avançando rapidamente. Ficou muito claro para toda a população que a vacina é a única solução de enfrentamento à covid."

Garcia afirmou que o fim da vacinação não significa que a população terá que deixar de usar máscara de proteção facial — uma das medidas de combate à disseminação da doença. Para o vice, "países que fizeram isso deram um passo para trás" e voltaram com a obrigatoriedade no uso do equipamento.

Vacinação

No último dia 11, o governo de São Paulo antecipou pela quarta vez seu calendário de vacinação contra covid-19 e prometeu vacinar todos os adultos até o dia 20 de agosto.

O anúncio foi feito hoje pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que também já prevê datas para vacinação de adolescentes no estado, algo que ainda não foi autorizado pelo Ministério da Saúde.

Confira o novo calendário de vacinação no estado de São Paulo:

  • 37 a 39 anos: de 8 a 14 de julho;
  • 35 e 36 anos: de 15 a 18 de julho;
  • 30 a 34 anos: de 19 de julho a 4 de agosto;
  • 25 a 29 anos: de 5 a 12 de agosto;
  • 18 a 24 anos: de 13 a 20 de agosto.

Esse calendário não precisa ser seguido à risca pelos municípios. A capital, por exemplo, tem fracionado o cronograma de vacinação. A faixa indicada para este momento pelo PEI (Programa Estadual de Imunização) foi dividida em três datas: dia 8 para pessoas com 39 anos; dia 9 para 38 anos; e amanhã (12) para 37 anos.

A antecipação do dia 11 de julho é de cerca de dois meses e meio em relação ao primeiro anúncio feito por Doria em 2 de junho, quando prometeu vacinar todos os paulistas com mais de 18 anos de idade até 31 de outubro.

Na semana seguinte, a previsão foi encurtada para até 18 de outubro. Dias depois, ela já havia passado para 15 de setembro, a projeção mais recente até o anúncio mais recente, com a quarta antecipação feita por Doria, que, no começo do ano, prometia vacinar todos os adultos até dezembro.

A antecipação, segundo o governo paulista, é decorrente da compra de 30 milhões de doses da CoronaVac para uso no estado. Dessa quantidade, 2,7 milhões chegaram da China no dia 7 deste mês.

Saúde