PUBLICIDADE

Topo

Chá preto emagrece? Controla diabetes? Conheça suas propriedades

Chá preto: conheça os benefícios da bebida - iStock
Chá preto: conheça os benefícios da bebida Imagem: iStock

Carol Firmino

Colaboração para VivaBem

14/06/2021 04h00Atualizada em 16/06/2021 15h02

É claro que não há bebidas milagrosas, mas o chá preto tem benefícios que o fazem ganhar pontos. Suas características podem ser aliadas de quem busca perder peso e ainda ajudam no controle da glicemia, o que pode ser bom para diabéticos.

Apesar de estar menos "na moda" do que o chá verde, ele é preparado a partir da mesma planta, a Camellia sinensis, que também é a do chá branco. A principal diferença entre eles está na maneira como as folhas são colhidas e preparadas.

No chá preto, as folhas são primeiro enroladas e depois expostas ao ar para desencadear o processo de oxidação, o que diminui sua ação antioxidante e pode ter um papel no aumento da quantidade de cafeína. Com sabor intenso e defumado, a bebida tem muitos nutrientes, e quando ingerida moderadamente proporciona diversos benefícios.

Conheça tudo sobre o chá preto a seguir:

Qual a diferença entre chá preto, chá verde e chá branco?

Por mais que todos tenham origem na Camellia sinensis, uma árvore de pequeno porte e de origem asiática, da família Theaceae, o processo de preparação faz com que cada chá seja diferente.

O branco é produzido a partir de folhas novas e brotos, colhidos antes mesmo de as flores abrirem. Como a planta não passa por oxidação, a ação antioxidante é mais forte e a quantidade de cafeína, menor. O preparo acontece com vaporização parcial da planta e secagem na luz natural.

O chá verde também é preparado a partir de folhas jovens, ainda sem intensa oxidação. Para preparar, elas são colhidas e vão direto para a estufa, onde são desidratadas e ganham sabor amargo.

O chá preto, conforme explicamos, é feito com folhagens frescas e outras em estágio mais avançado, no entanto, o processo é diferente: as folhas são oxidadas até chegarem a um tom entre o avermelhado e o marrom-escuro, só então são aquecidas e passam pela desidratação.

Quais são os principais nutrientes do chá preto?

O chá preto possui alto teor de cafeína, flavonoides, polifenóis, teofilina, taninos, l-teanina e vitaminas do complexo B. Confira a importância de cada um:

  • Cafeína: confere energia, acelera o metabolismo e aumenta a concentração;
  • Flavonoides: têm função anti-inflamatória, antialérgica, antioxidante, além de ajudar a absorver vitaminas e minerais;
  • Polifenóis: também atuam no controle metabólico, assim como na prevenção de doenças;
  • Teofilina: é responsável por estimular o sistema nervoso e pode contribuir para o tratamento de asma;
  • Taninos: têm efeito cicatrizante, adstringente e antisséptico;
  • L-teanina: é um aminoácido que aumenta os níveis de serotonina e dopamina, neurotransmissores responsáveis pelo bem-estar;
  • Vitaminas do complexo B: são importantes para a saúde gastrointestinal, da pele e dos cabelos.

Existem maneiras de intensificar suas qualidades?

É possível associar o chá preto a outros alimentos que conferem benefícios à saúde intestinal, digestiva e ao sistema imunológico. Entre eles estão o gengibre, a espinheira santa, o tomilho e até mesmo cascas de frutas, como a maçã.

Benefícios do chá preto para a saúde

As vantagens de consumir a bebida são inúmeras, tamanha a quantidade de nutrientes presentes no chá. Por isso, preparamos uma lista para explicar algumas delas.

Melhora a saúde do coração: os flavonoides têm poder anti-inflamatório e podem prevenir o aparecimento de placas de ateromas e infartos. São conhecidos como protetores do sistema cardiovascular e ajudam a evitar o aumento do colesterol LDL, considerado "ruim". Um ensaio clínico mostrou que o consumo de chá preto por duas semanas diminuiu os valores de triglicerídeos em 36%, reduziu os níveis de açúcar no sangue em 18% e a proporção de plasma LDL/HDL em 17%.

Ajuda no controle do peso: os polifenóis presentes no chá têm mecanismos que ajudam na diminuição do apetite e absorção de gordura e açúcares, o que contribuiria para quem busca perder peso. Mas é importante lembrar que o efeito no emagrecimento é pequeno e o mais importante para quem deseja emagrecer é ter uma alimentação saudável.

Contribui para a saúde do cérebro: a l-teanina e a cafeína beneficiam a atividade cerebral ao manterem o órgão em alerta e melhorarem a função cognitiva. Isso faz desse chá ideal para intensificar o foco e concentração —só não vale exagerar. A cafeína estimula o sistema nervoso ao bloquear o neurotransmissor inibitório chamado adenosina e libera aqueles responsáveis por melhorar o humor, como a dopamina e a serotonina.

Age no controle do colesterol "ruim": em algumas condições, o LDL pode se acumular nas artérias e causar depósitos chamados placas de ateroma, que levam a situações como infarto ou derrame. Um estudo realizado com indivíduos que possuem índices elevados de colesterol identificou que consumir o chá preto cinco vezes ao dia reduz em 6,5% o colesterol total e 11,1% do LDL.

Previne o envelhecimento precoce: por ser rico em antioxidantes, a bebida atua nas células impedindo a oxidação, o que melhora a oxigenação celular e mantém as células saudáveis por mais tempo.

Facilita a digestão: a presença de alto teor de teaflavinas influencia na composição da microbiota intestinal, fazendo com que o sistema digestivo funcione melhor. Ou seja, os polifenóis encontrados no chá preto promovem o crescimento de bactérias boas e inibem o de bactérias ruins.

Atua na prevenção do câncer: as catequinas presentes no chá preto são antioxidantes e promovem um efeito protetor do DNA das células e induzem a morte programada das células tumorais. É importante destacar, porém, que estudos na área continuam em busca de mais confirmações desse benefício.

Ajuda no controle da glicemia: a ação hipoglicemiante do chá ajuda a retardar a absorção da glicose. Quando não adoçada, a bebida ajuda a regular o uso da insulina no corpo, além de melhorar a forma como ele metaboliza o açúcar.

Melhora a qualidade da pele: por ser rico em antioxidantes e ter alto teor de cafeína, que são propriedades anti-inflamatórias, aplicá-lo sobre a pele pode ajudar a reduzir manchas, oleosidade e prevenir sinais de fadiga. Alguns cosméticos, inclusive, trazem o chá preto em sua composição.

Aumenta a imunidade: a alta concentração de flavonoides e taninos no chá preto estimula a cicatrização, além de atuar como agente antioxidante, desenvolver atividade antimicrobiana, anti-inflamatória, analgésica e antialérgica. Ou seja, é um grande aliado da saúde imunológica.

Contraindicações do consumo de chá preto

A maioria dos chás que contêm cafeína não é indicada para gestantes, crianças ou pessoas sensíveis à substância. Além de evitar o consumo no período noturno, também é preciso avaliar a possibilidade de interação medicamentosa, principalmente em idosos.

Por ser rico em taninos, que diminuem a absorção de diversos micronutrientes, o chá preto deve ser ingerido sem excessos e não combinado às refeições principais. Além disso, depois de pronta, a bebida mantém suas propriedades por até 24 horas.

Fontes: Giovanna Oliveira, graduada em nutrição pela Universidade São Judas Tadeu, com pós-graduação em nutrição esportiva funcional; é nutricionista da clínica Dra. Maria Fernanda Barca; Patrícia Cavalcante, médica pela Faculdade de Medicina do ABC, com pós-graduação em nutrologia pela Abran (Associação Brasileira de Nutrologia) e extensão em emagrecimento e obesidade e medicina do estilo de vida em Harvard; é nutróloga especialista em emagrecimento na Clínica Horaios; Pollyana Guimarães, graduada em nutrição pelo Centro Universitário de Belo Horizonte, especialista em nutrição clínica esportiva e funcional; é nutricionista do Grupo Hermes Pardini.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, o processo usado na preparação dos chás é de oxidação, e não fermentação. A informação foi corrigida.