PUBLICIDADE

Topo

Corrida

Maratonista faz live de 42 km na esteira e arrecada 380 cestas básicas

Marco Jafet enfrentou 42km na esteira - Arquivo pessoal
Marco Jafet enfrentou 42km na esteira Imagem: Arquivo pessoal

Tatiana Schibuola

Do UOL, em São Paulo

20/04/2020 20h16

Não fosse a pandemia, hoje o nutricionista Marco Jafet (convidado do quinto episódio do podcast Maratona) teria enfrentado um dos desafios mais desejados pelos corredores de performance: a terceira segunda-feira do mês de abril (dia do Patriota) é a data em que todo ano se realiza a Maratona de Boston, no estado de Massachusetts, nos Estados Unidos. Para inscrever-se nessa prova, é preciso comprovar que já fez os 42 km antes e com tempo abaixo do estipulado pelos índices de classificação. Basicamente, não é para qualquer um.

Mas o coronavírus forçou o adiamento da prova - a mais antiga do mundo, está em sua 124ª edição. A deste ano foi excepcionalmente reagendada para o dia 14 de setembro. Marco, que já havia feito 14 maratonas (terminou a melhor delas 3 horas, 2 minutos e 2 segundos) e aguardava ansioso pelo que chamou de "ápice de minha carreira esportiva", não segurou a frustração: foram 5 anos buscando o índice de qualificação para Boston. O ciclo de treinamentos para a prova, que estava perto do final, foi bruscamente interrompido pela quarentena.

Há pouco mais de uma semana, ele decidiu que não jogaria fora todo o preparo. Desde então, o volume semanal de treinos havia sido reduzido significativamente mas, ainda assim, ele se sentia pronto para encarar a distância. Pensou que poderia dar vazão a tanta energia acumulada e ainda fazer o bem. Decidiu correr os 42 km indoor e transmitir sua "maratona" ao vivo para os seus mais de 25 mil seguidores no instagram. O objetivo: convencê-los, com seu suor, a doar 200 cestas básicas para instituições como o Projeto Arrastão (organização que dá suporte às famílias da região do Campo Limpo que vivem em condição de pobreza) e o Make Them Smile (organização que promove campanhas beneficentes).

Hoje, às 16h30, Jafet deu início ao desafio. Ele escolheu realizá-lo em uma academia especializada em corrida na esteira, em São Paulo. Tudo transmitido ao vivo, pelo YouTube e pelo Instagram. Os seguidores foram convidados a acompanhá-lo e até "correram alguns trechos com ele" - a tela do celular, dividida em duas, mostrou outros corredores em suas esteiras ou até mesmo praticando corrida no lugar, como fez o personal trainer Marcelo Avelar.

Marco garante que nunca havia corrido mais de 15 quilômetros em uma esteira e que seu maior temor, nesse desafio, seria manter o controle mental. Por isso, decidiu não estabelecer previamente um objetivo de tempo. "Meu objetivo não será atingir uma meta expressiva no relógio", explicou. "Só quero garantir um número significativo de doações." Para preparar-se, nos últimos dois dias, ele caprichou na ingestão de carboidratos e aumentou o consumo de líquidos.

Ao final de 3 horas e 24 minutos, Jafet completou o percurso de 42,195 quilômetros. Não bateu seu recorde em maratonas, mas superou a meta em arrecadação de cestas básicas: foram 380, ou seja, 180 unidades além das que havia planejado. Pra quem foi contagiado pelo pique do nutricionista, ainda é possível fazer doações no site da academia Just Run Club — cada cesta custa R$ 49,90.

Corrida