Topo

No supermercado

Um manual para te ajudar a comprar melhor


No supermercado

Granola diet, light ou normal? Veja como escolher a sua

Marcia Albuquerque/VivaBem
Imagem: Marcia Albuquerque/VivaBem

Thais Szegö

Colaboração para o VivaBem

13/08/2018 04h00

Basicamente ela é uma mistura de cereais, grãos integrais, oleaginosas, como as castanhas e as amêndoas, e frutas secas. Por isso, a granola é uma ótima opção para adicionar ao cardápio carboidratos complexos, que fornecem energia de maneira mais gradual e constante e garantem saciedade por mais tempo; fibras, que melhoram o funcionamento do intestino e combatem o colesterol alto; e gorduras boas, que protegem o coração e têm efeito anti-inflamatório. A essa receita inicial podem ser adicionados diversos outros ingredientes, por isso no mercado encontramos muitas variações desse tipo de alimento, com opções para todos os gostos.

Mas, além de levar em consideração o sabor do produto, na hora da compra é preciso ficar de olho na sua composição, pois no Brasil não existe uma legislação específica que defina a sua composição correta, o que faz com que hajam alternativas com matérias-primas saudáveis e outras não tão saudáveis assim. Confira outras dicas importantes que vão ajudá-lo na hora de escolher a melhor opção para levar para casa.

Procure pelos produtos que estão acondicionados em saquinhos plásticos mais grossos ou que contam também com caixas de papelão

Nesse caso uma das missões mais importantes da embalagem é manter a crocância do alimento, que pode ser prejudicada se houver a entrada da umidade do meio externo no invólucro. Os materiais plásticos e os cartonados (papelão) não isolam completamente a granola, por isso algumas empresas utilizam um plástico mais espesso ou apostam na união do saquinho e da caixinha para ajudar a manter o produto fresco por mais tempo.

Também é importantíssimo checar o estado geral da embalagem e não a colocar no carrinho se estiver danificada ou amassada.

Observe também as condições da gôndola

O ideal é que o alimento esteja acondicionado em locais com temperatura amena, sem muita umidade e que não esteja perto de itens com perfume muito forte, como produtos de limpeza, pois isso pode fazer com que ele perca a sua crocância com mais rapidez e fique com o cheiro das outras mercadorias.

De forma geral as granolas podem ser divididas em tradicional, light e diet.

Se a ideia é reduzir as calorias, prefira a versão light, mas é sempre indicado comparar as informações nutricionais.

A versão tradicional normalmente contém aveia em flocos (o principal ingrediente e o mais comum nos produtos), açúcar mascavo, flocos de trigo e/ou de arroz, sementes, como linhaça, gergelim, chia entre outras, e frutas secas. Já a light costuma ter a quantidade de gorduras reduzida. No entanto, como não há uma especificação legal em relação aos ingredientes das granolas, o ideal é comparar as informações nutricionais, pois elas podem variar bastante de marca para marca.

As diets são indicadas para pessoas com necessidades de saúde especiais
Elas costumam conter os mesmos ingredientes das outras, exceto o açúcar, pois é um produto feito especialmente para pessoas que não podem consumir esse ingrediente, como os portadores de diabetes, por exemplo. Em muitos casos essa alteração pode levar à redução do valor calórico do alimento, mas de qualquer forma vale a pena analisar as informações nutricionais para se certificar disso, pois isso não é obrigatório nesse caso.

Cheque sempre os ingredientes usados no produto
Conceitualmente as granolas são consideradas alimentos saudáveis, mas isso não é obrigatoriamente verdade. Isso porque elas nem sempre são fabricadas com bons ingredientes e muitas vezes apresentam grandes quantidades de açúcar, sódio e conservantes e poucas fibras, o que faz com que ela deixe de ser um item benéfico para a saúde.

Para que o consumidor não caia em ciladas, é muito importante que fique atento aos rótulos. Além de checar a tabela nutricional, analise a lista de ingredientes utilizados. Eles aparecem de maneira decrescente --ou seja, primeiro o produto usado em maior quantidade. Por isso, se no início aparecer itens como cereais não integrais ou açúcares, que podem aparecer na forma de xaropes, procure outra opção.

Fique de olho nos conservantes
A iluminação do supermercado pode contribuir para a degradação da gordura presente nas matérias-primas que compõem as granolas, como as castanhas. Para minimizar isso, as indústrias lançam mão de substâncias antioxidantes. Uma das mais utilizadas é o tocoferol, um conservante derivado da vitamina E. Por ser proveniente desse nutriente, ele é considerado natural e mantém o frescor do alimento sem oferecer prejuízos à saúde.

Informação nutricional
Versão tradicional

  • Porção de 40 gramas (1/2 xícara de chá)
  • Valor energético: 135 kcal
  • Carboidratos: 27 gramas
  • Gorduras totais: 2,0 gramas
  • Fibra: 4,0 gramas
  • Sódio: 130 miligramas

Versão light

  • Porção de 40 gramas (1/2 xícara de chá)
  • Valor energético: 134 kcal
  • Carboidratos: 29 gramas
  • Gorduras totais: 1 gramas
  • Fibra: 3,0 gramas
  • Sódio: 108 miligramas

Versão sem açúcar

  • Porção de 40 gramas (1/2 xícara de chá)
  • Valor energético: 150 kcal
  • Carboidratos: 22 gramas
  • Gorduras totais: 3,4 gramas
  • Fibra: 3,0 gramas
  • Sódio: 108 miligramas


Fonte: Luciana Maria Violin, Engenheira de Alimentos de Sorocaba, no interior de São Paulo.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

FacebookInstagramYouTube

Mais No supermercado